Volume de ações locatícias em São Paulo cresce 1,3% em setembro

No mês de setembro, foram protocoladas 1.610 ações locatícias na cidade de São Paulo. O número, do Tribunal de Justiça na cidade de São Paulo, representa aumento de 1,3% em comparação às 1.590 ações registradas em agosto. Na comparação com setembro de 2013 (1.395 ações), houve crescimento de 15,4%.

Ações locatícias caem 11,6% em São Paulo em agosto

Em agosto, foram protocoladas na cidade de São Paulo 1.590 ações locatícias, segundo informações apuradas pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação) no Tribunal de Justiça paulista. Os dados apontam redução de 11,6% em relação aos 1.798 processos de julho. Na comparação com agosto de 2013 (1.516 ações), houve crescimento de 4,9%.

Ações locatícias registram queda em São Paulo no mês de junho

Em junho, foram protocoladas da cidade de São Paulo 1.498 ações locatícias, de acordo com informações obtidas pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação) no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Esse desempenho representa uma variação negativa de 3,5% em relação ao mesmo mês de 2013 (1.552 ações) e de 16,3% em comparação com maio de 2014, quando foram registradas 1.789 ocorrências. "A quantidade de ações pode se dever, como gostaríamos, à estabilização do patamar de inadimplemento e consequente ajuizamento. Ou, ainda, ao foco mantido por todos na Copa do Mundo, que acarretou até a redução no horário de atendimento dos fóruns", afirma Jaques Bushatsky, diretor de Legislação do Inquilinato do Secovi-SP. Em junho, além da interrupção do trabalho em dias de jogos do Brasil, foi decretado feriado no dia de abertura da Copa e, na semana seguinte, nova parada em razão de Corpus Christi.

 

Ações locatícias em queda na cidade de São Paulo

Em abril, o número de ações protocoladas na cidade de São Paulo totalizou 1.633 casos, de acordo com o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Em relação a abril de 2013 (2.100 ações), houve uma redução de 22,2%. Na comparação com março de 2014 (1.628 ocorrências), a retração foi mínima, de 0,3%. "A situação é bastante tranquila, pois contam-se mais de um 1,5 milhão de locações em São Paulo, e a quantidade de ações distribuídas permanece no mesmo patamar histórico", analisa Jaques Bushatsky, diretor de Legislação do Inquilinato do Secovi-SP (Sindicato da Habitação).

Assinar este feed RSS