Preço de aluguel de salas e conjuntos comerciais fecha abril com alta nominal de 0,16%

O preço médio de venda de imóveis comerciais encerrou abril de 2019 próximo da estabilidade, com ligeira queda de 0,06%, enquanto o preço médio de locação do segmento apresentou alta nominal de 0,16% no período. Comparativamente, a inflação medida pelo IPCA (IBGE) foi de 0,57% no último mês, enquanto o IGP-M (FGV) registrou alta de 0,92% no mesmo período. Entre as cidades monitoradas pelo Índice FipeZap Comercial, Florianópolis se destacou com a maior elevação no preço de venda (+0,20%) e de locação (+1,18%) e salas e conjuntos comerciais.

Com alta de 0,14% em abril, preços de imóveis residenciais à venda avançam 0,38% em 2019

Após manter-se praticamente estável em março, o Índice FipeZap encerrou o mês de abril de 2019 em leve alta, com variação de +0,14% no preço de vendas de imóveis residenciais. Todavia, o percentual observado é inferior ao comportamento esperado do IPCA/IBGE para o mês (+0,60%), segundo informações do último Boletim Focus do Banco Central do Brasil. Tendo por base essa expectativa, o preço médio de venda de imóveis residenciais encerraria o mês com queda real de 0,45%. Individualmente, considerando as 16 capitais monitoradas pelo Índice FipeZap, Brasília foi a cidade que apresentou a maior elevação de preço (+2,00%), contrastando com Curitiba, cidade que registrou o maior recuo mensal no preço de venda de imóveis residenciais (-1,25%).

Preços de imóveis comerciais se mantêm próximos da estabilidade em março

Os preços médios de venda e locação do segmento comercial encerraram março de 2019 próximos da estabilidade, com ligeira queda de 0,08% no preço de venda e ligeira alta de 0,07%, no preço de locação. Comparativamente, a inflação medida pelo IPCA (IBGE) foi de 0,75% no último mês, enquanto o IGP-M registrou alta de 1,26% no mesmo período. Entre as cidades monitoradas pelo Índice FipeZap Comercial, Campinas se destacou com a maior elevação no preço de venda (+0,73%), enquanto Florianópolis respondeu pela maior alta no preço de locação comercial (+1,03%).

Com nova alta em fevereiro, preço de locação residencial supera a inflação no início de 2019

O Índice FipeZap de Locação Residencial encerrou o mês de fevereiro de 2019 com variação nominal de +0,65%, após alta de 0,41% em janeiro. O percentual de fevereiro supera a inflação do mês medida pelo IPCA/IBGE (+0,43%), resultando em novo aumento real do preço médio de locação de imóveis residencial no último mês (+0,22%). Entre as 11 capitais monitoradas pelo Índice FipeZap, Recife foi aquela que apresentou a maior elevação de preço de locação residencial no mês (+1,33%), enquanto Salvador foi a única capital monitorada a registrar queda (-0,80%).

Índice FipeZap encerrou janeiro com variação positiva

O Índice FipeZap de Venda Residencial encerrou o mês de janeiro de 2019 com variação de +0,13% na comparação com o mês anterior. O percentual é inferior à inflação esperada para o mês, de +0,38% (IPCA/IBGE), segundo aponta o Boletim Focus do Banco Central do Brasil*. Com isso, o preço médio de venda de imóveis residencial encerraria o mês com queda real (-0,25%). Entre as 16 capitais monitoradas pelo Índice FipeZap, Curitiba apresentou a maior elevação de preço no mês (+1,27%), enquanto Campo Grande registrou a maior queda (-1,53%).

Índice FipeZap encerra dezembro com alta no preço de locação

O Índice FipeZap Comercial – que acompanha o preço médio de conjuntos e salas comerciais de até 200 m² em 4 municípios – registrou, em dezembro, retração no preço médio de venda (-0,26%), enquanto o preço médio de locação apresentou alta no período (+0,18%). Comparativamente, a inflação medida pelo IPCA (IBGE) foi de +0,15% no mês.

Assinar este feed RSS