Rentabilidade dos imóveis comerciais fica estável

  •  
Rentabilidade dos imóveis comerciais fica estável (Foto: Divulgação) Rentabilidade dos imóveis comerciais fica estável

Dando continuidade à sequência programada de divulgações, o IGMI-C está sendo atualizado com informações referentes ao primeiro trimestre de 2018. Neste período, o índice é calculado a partir de uma amostra composta por 342 imóveis.

No primeiro trimestre de 2018, as taxas de retorno da renda, capital e total foram de, respectivamente, 1,47%, 0,23% e 1,70%, sobre o trimestre anterior, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). 

A taxa de retorno do capital apresentou sua segunda variação positiva, após seis trimestres consecutivos em contração. Por sua vez, a taxa de retorno da renda desacelerou com relação ao trimestre anterior, fazendo com que a taxa de retorno total também desacelerasse com relação à observada no último trimestre de 2017 (1,90%). Com este resultado no primeiro trimestre de 2018, a taxa de retorno total anualizada manteve-se praticamente estável com relação à do último trimestre de 2017. O gráfico abaixo mostra o desempenho da taxa anualizada durante os últimos trimestres.

No primeiro trimestre de 2018, as taxas anualizadas de retorno da renda, capital e total foram de, respectivamente, 6,79%, -0,10% e 6,68%. A redução no ritmo de queda da taxa de retorno do capital anualizada no primeiro trimestre de 2018 mais uma vez compensou a desaceleração da taxa anualizada de retorno da renda no período, fazendo com a que a taxa anualizada total ficasse praticamente inalterada com relação à verificada no trimestre anterior (-6,67%). 

A estabilidade da rentabilidade anualizada dos imóveis comerciais na passagem do último trimestre de 2017 para o primeiro de 2018 reflete a lentidão da retomada da atividade econômica no período, após o final da recessão iniciada em 2014 e só encerrada no final de 2016.