Em maio, aluguel residencial registra variação negativa em SP

  •  
Em maio, aluguel residencial registra variação negativa em SP (Foto: Pexels) Em maio, aluguel residencial registra variação negativa em SP

Elaborada mensalmente pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação), a Pesquisa de Locação Residencial aponta variação negativa de 1,50% no período de 12 meses (junho de 2017 a maio de 2018). O percentual ficou abaixo do IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado) da Fundação Getúlio Vargas, que apresentou em maio variação de 4,26% no acumulado de 12 meses.

"Nos primeiros cinco meses deste ano, o valor do aluguel registrou ligeiras variações negativas, mas vem buscando uma recuperação para os próximos meses. Essa é uma boa notícia para o mercado de locação, que já vem esboçando uma reação", afirma Rolando Mifano, vice-presidente de Gestão Patrimonial e Locação do Secovi-SP.

As moradias que sofreram as maiores retrações nos valores em maio 2018 foram as unidades de 2 dormitórios, com queda de 0,8%, seguidas pelos aluguéis dos imóveis de 1 dormitório, com redução média de 0,5%. Por fim, as residências de 3 quartos, que reduziram 0,30% em seus valores locatícios.

Garantias e índice de velocidade de locação

O fiador foi o tipo garantia mais frequente entre os inquilinos, respondendo por 45,5% dos contratos de locação. O depósito de três meses de aluguel foi a segunda modalidade mais utilizada – cerca de 37,5% escolheram essa forma de garantia. O seguro-fiança foi o tipo de garantia pedido por 17% dos proprietários.

O IVL (Índice de Velocidade de Locação), que avalia o número de dias que se espera até que se assine o contrato de aluguel, indicou que o período de ocupação foi de 18 a 45 dias. Os imóveis alugados mais rapidamente foram as casas e os sobrados: 18 a 43 dias. Os apartamentos tiveram um ritmo de escoamento mais lento: 23 a 48 dias.

Pinheiros

Mensalmente, a Pesquisa Locação Residencial do Secovi-SP analisa dados históricos dos valores negociados por bairros. Neste mês, a região analisada foi a de Pinheiros. De acordo com a pesquisa, os imóveis em bom estado de conservação, com vaga de garagem e que foram contratados em abril no bairro de Pinheiros registraram valor médio por metro quadrado de R$ 41,93 para 1 dormitório; R$ 40,00 para 2 dormitórios e de R$ 31,72 para 3 dormitórios.

A variação dos valores de locação residencial acumulada no período junho de 2012 a maio de 2018, na região de Pinheiros, foi de 19,8% para os imóveis de 1 dormitório, de 20% para 2 dormitórios e 18,7% para as residências de 3 dormitórios.