Cresce participação das pessoas físicas na captação dos multimercados

As pessoas físicas estão puxando a captação líquida dos fundos multimercados neste ano. Do total de R$ 80,3 bilhões levantados pela categoria entre janeiro e setembro, os clientes do varejo (tradicional e alta renda) foram responsáveis por R$ 10,5 bilhões, o dobro do mesmo período do ano passado, e os de private banking por R$ 44,4 bilhões, valor mais que sete vezes maior do que em 2016. Os dados foram divulgados no boletim da ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais).

Fundos multimercados ganham espaço entre os investidores do varejo

Os investidores do segmento de varejo (clientes do varejo e do varejo alta renda) optaram por tomar mais risco na hora de aplicarem em fundos de investimentos em julho. Ainda que a maioria das aplicações deste segmento continue concentrada em fundos de renda fixa (R$ 46 bilhões), os multimercados – aqueles que têm em suas carteiras ativos diversificados como renda fixa, ações, câmbio – vêm ganhando espaço. Até o mês de julho, esses produtos registraram captação líquida de R$ 5,8 bilhões, o que representou 11,3% do total de R$ 51,1 bilhões aplicado pelos clientes deste segmento.

Assinar este feed RSS