Dívida Pública Federal sobe 2,77% e chega a R$ 2,958 trilhões

A Dívida Pública Federal (DPF) apresentou aumento, em termos nominais, de 2,77%, em junho na comparação com maio, ao passar de R$ 2,878 trilhões para R$ 2,958 trilhões. Os dados, que incluem o endividamento interno e externo, foram divulgados hoje (25) pelo Tesouro Nacional.

TCU quer analisar pedido de devolução de R$ 100 bilhões do BNDES ao Tesouro

O Tribunal de Contas da União (TCU) vai analisar o pedido do Ministério da Fazenda ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a devolução de R$ 100 bilhões referentes a empréstimos concedidos nos últimos anos pelo Tesouro Nacional. Na sessão de hoje (1º), o ministro Raimundo Carreiro comunicou que pediu à área técnica do tribunal a realização de estudos e procedimentos para acompanhar a questão.

 

Tesouro negociará saída para quadro fiscal dos Estados

O governo irá negociar com os Estados uma saída para a situação fiscal em que parte dos entes da federação se encontram. O secretário do Tesouro Nacional, Otávio Ladeira, afirmou que nesta semana será iniciada uma mesa de discussões. “A medida que as conversas avançarem, o Tesouro vai divulgar o andamento das negociações”, explicou.

Tesouro quita dívida do estado do Rio com agência internacional

O Tesouro Nacional quitou, na semana passada, a dívida de US$ 8,3 milhões (em torno de R$ 30 milhões) do estado do Rio de Janeiro com a agência francesa de fomento, informou hoje (30) o secretário da pasta, Otávio Ladeira. O valor do débito, no entanto, será abatido da parcela do Fundo de Participação dos Estados (FPE) a que o governo fluminense tem direito.

Dívida Pública Federal cai 3,01% em abril

A Dívida Pública Federal (DPF) apresentou redução, em termos nominas, de 3,01% em abril na comparação com março, ao passar de R$ 2,886 trilhões para R$ 2,799 trilhões. Os dados, que incluem o endividamento interno e externo, foram divulgados hoje (27) pelo Tesouro Nacional. É a primeira queda mensal desde janeiro.

Tesouro diz que está preparado para gerir dívida após rebaixamento de nota

O subsecretário da Dívida Pública do Tesouro Nacional, José Franco, disse hoje (24) que o órgão está preparado para gerir a dívida independentemente da perda do grau de investimento. Hoje, a agência de classificação de risco Moody's rebaixou a nota do Brasil de Baa3 para Ba2. A agência colocou também o país em perspectiva negativa, o que significa que pode reduzir ainda mais a classificação nos próximos meses.

 

Assinar este feed RSS