Alta da inflação reduz retorno dos títulos prefixados em mercado, diz ANBIMA

O resultado do IPCA-15 em outubro (0,94%) teve impacto sobre os títulos públicos em mercado, especialmente nos papéis prefixados. No período entre o anúncio da taxa de inflação, no dia 23, e o fim do mês, o IRFM-1+ apresentou perda de 0,58%. O índice calculado pela ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) retrata uma carteira com títulos prefixados com mais de um ano de vencimento e teve queda de 0,61% em outubro, reduzindo o retorno no acumulado do ano para 4,76%.

 

Títulos públicos apresentam maior rentabilidade mensal de 2020

O IMA, índice que representa o desempenho dos títulos públicos federais, apresentou rentabilidade de 1,02% em maio, o maior resultado mensal em 2020, de acordo com a ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais). A alta reverteu as perdas acumuladas e fez com que o índice registrasse variação positiva de 0,88% no ano.

Títulos públicos têm retorno negativo de 0,99% no 1T20

A ANBIMA, Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais, anunciou que os títulos públicos federais refletidos pelo IMA-Geral (Índice de Mercado da instituição) tiveram retorno médio negativo de 0,99% no primeiro trimestre deste ano. O resultado foi puxado pelo recuo de 1,98% do indicador em março, com a volatilidade do mercado desencadeada pela pandemia de Covid-19.

 

Assinar este feed RSS