Carteira recomendada da Toro Investimentos para novembro

O mês de outubro foi marcado por fortes oscilações no mercado, o Ibovespa fechou o mês com forte alta de 10,19%, precificando o novo governo de Jair Bolsonaro. Confirmada a previsão, o nome do próximo presidente agrada o mercado financeiro. Defensor de uma economia mais liberal e propondo uma agenda com reformas importantes já no inicio de seu governo, como a da Previdência e a tributária, o novo presidente sinaliza para um governo como maior austeridade nas contas públicas. Nesse cenário, a performance da carteira recomendada da Toro Investimentos superou seu benchmark com folgas, confirmando as análises e preferências pelas empresas estatais no mês que passou. A carteira livre rentabilizou 23,10%, mais que o dobro do Ibovespa, e a carteira protegida rentabilizou 14,60%.

Socopa altera carteira recomendada semanal

A Socopa anunciou que é quase consenso entre analistas que parte significativa da atual crise econômica no Brasil é resultado de um processo de deterioração fiscal ocorrido nos últimos anos. Daí a razão pela qual a solução da crise fiscal é uma condição necessária para a economia voltar a crescer.

Socopa mantém Carteira Recomendada semanal

Carteira mantida: A semana encerrada na última sexta-feira foi dominada pelos encontros de política monetária do Banco do Japão (BoJ) e do Federal Reserve (Fed). Enquanto o primeiro decidiu manter a taxa de depósito negativa de 0,10%, compra de ativos de 80 trilhões de ienes e alterou a política para títulos governamentais longos (10 anos) para 0%, sinalizando que os estímulos monetários no país devem continuar por mais tempo; o segundo decidiu manter a taxa de juros dos Fed Funds entre 0,25% e 0,50% e indiciou que o próximo aumento de taxa está próximo, talvez no encontro de dezembro (expectativa do mercado).

Assinar este feed RSS