Theresa May descarta segundo referendo sobre o Brexit

  •  
Theresa May descarta segundo referendo sobre o Brexit Foto: Divulgação

A primeira-ministra britânica, Theresa May, afastou hoje (20), durante discurso à Câmara dos Comuns (Parlamento), a possibilidade de convocar um segundo referendo sobre o Brexit - a saída do Reino Unido da União Europeia. Ela destacou que manterá o acordo de fronteiras entre a Irlanda do Norte e a República da Irlanda, tema que estava sendo colocado em discussão também.

Na semana passada, o Parlamento britânico rejeitou o acordo proposto por Theresa May. Nos últimos dias, ela intensificou as conversas com os deputados e também com os partidos políticos em busca de consenso. Segundo a primeira-ministra, vai manter as conversas no esforço de garantir o acordo. Depois, a primeira-ministra promete ir à União Europeia.

Para Theresa May, um segundo referendo poderia levar o Reino Unido a sofrer impactos difíceis de serem contornados. Ela não entrou em detalhes. O prazo máximo para os britânicos deixarem o bloco europeu é 29 de março.

Na próxima semana, a primeira-ministra será novamente testada pela Câmara dos Comuns, que vai votar o chamado 'plano B', proposto por ela.

Em relação à polêmica sobre o acordo de Belfast, que trata da fronteira entre a Irlanda do Norte e a República da Irlanda, Theresa May se disse fiel ao que está posto, mas afirmou que deverá ser renegociado com a União Europeia e não com os parceiros do diálogo inter-irlandês.

A primeira-ministra afirmou também que a saída da União Europeia não poderá modificar direitos garantidos dos trabalhadores. Ela recuou na proposta de fixar uma taxa para cidadãos da UE que queiram residir no Reino Unido. Segundo ela, os que já a pagaram serão reembolsados.As informações são da Agência Brasil.

(Redação - Investimentos e Notícias)