Banco Central acerta ao manter a Selic em 6,5%, avalia a FecomercioSP

A manutenção da taxa Selic em 6,5%, anunciada nesta quarta-feira (19) pelo Banco Central (BC), já era esperada, segundo avalia a assessoria econômica da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). De acordo com a Entidade, passada a pressão inflacionária sobre os alimentos proveniente da paralisação dos caminhoneiros, e considerando os recentes efeitos do cenário eleitoral sobre o câmbio que se mantém acima dos R$ 4, não há muita alternativa para o BC que não seja permanecer atento aos movimentos dos preços sem alterar a Selic.

  • Publicado em Economia

BC acerta e bancos precisam diminuir juros a pessoa física

O presidente em exercício da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), Roberto Mateus Ordine, diz que a decisão do Banco Central (BC) de manter a taxa básica de juros (Selic) em 6,5% ― menor nível da série histórica ― foi acertada. “Precisamos também que o Banco Central atue mais intensamente junto ao mercado financeiro para aumentar a concorrência entre os bancos e reduzir os compulsórios, a fim de diminuir os juros para pessoa física, que ainda estão muito altos (em 30,5% a.a.), aproximando-os assim do juro básico da economia, de 6,5%”.

  • Publicado em Economia

Multiplan anuncia pagamento de juros

A Multiplan anunciou que os juros sobre o capital próprio aprovados pelo Conselho de Administração da Companhia em reunião realizada no dia 21 de junho de 2018, no valor total bruto de R$ 110 milhões, correspondente a R$ 0,55378689447 por ação (conforme informado no Fato Relevante de 21 de junho de 2018), serão pagos aos acionistas da Companhia no dia 25 de setembro de 2018.

Ata do Copom mostra recuperação da economia brasileira

A Ata do Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom), divulgada nesta terça-feira, 07, mostra que os membros do Comitê concordaram que os indicadores recentes da atividade econômica refletem os efeitos da paralisação no setor de transporte de cargas, mas há evidências de recuperação subsequente. E que cenário básico contempla continuidade do processo de recuperação da economia brasileira, em ritmo mais gradual do que aquele esperado antes da paralisação.

Juros elevados são um dos nós górdios da economia, diz Abit

Fernando Valente Pimentel, presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), salienta que os juros reais brasileiros ainda estão muito altos, se comparados à média internacional, afetando a competitividade do País. Ele cita o ranking do site MoneYou e da Infinity Asset Management, no qual a taxa básica do País é a sétima maior do mundo apesar de estar no nível mais baixo já visto na nossa história recente.

Assinar este feed RSS

Warning: mysqli_close(): Couldn't fetch mysqli in /home/investimentosenoticias/www/libraries/joomla/database/database/mysqli.php on line 141