Brasil exportou US$ 12,092 bilhões em fevereiro

Em fevereiro de 2015, as exportações somaram US$ 12,092 bilhões, as importações, US$ 14,934 bilhões, resultando em déficit de US$ 2,842 bilhões, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Em comparação com fevereiro de 2014, pela média diária, decresceram as exportações em 15,7%, e as importações em 8,1%. Em termos absolutos, a redução das exportações em relação ao resultado de fevereiro de 2014 foi de US$ 2,179 bilhões.

Balança comercial acumula déficit de US$ 1,78 bilhão em fevereiro

O país importou US$ 1,779 bilhão a mais do que exportou nas três primeiras semanas de fevereiro. O valor foi divulgado há pouco pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Somente na segunda e na terceira semana do mês, o país comprou US$ 1,754 bilhão a mais do que vendeu para o exterior.

 

Brasil exportou US$ 3,042 bilhões na quarta semana de janeiro

A quarta semana de janeiro, com cinco dias úteis (19 a 25), tiveram exportações de US$ 3,042 bilhões, com média diária de US$ 608,4 milhões, que está 10,9% abaixo da média de US$ 683,2 milhões, acumulada até a terceira semana do mês, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Neste comparativo, houve queda na exportação de produtos básicos (-31%), por conta de recuos, principalmente, de petróleo em bruto, milho em grão, farelo de soja, carne de frango e carne bovina. Também caíram as vendas de produtos semimanufaturados (-16,5%), com declínio em açúcar em bruto, celulose, semimanufaturados de ferro e aço, ferro fundido, e ouro em formas semimanufaturadas. Já as vendas de bens manufaturados tiveram crescimento de 22,1%, com acréscimos em óxidos e hidróxidos de alumínio, tubos de ferro fundido, autopeças, suco de laranja congelado e não congelado, motores para veículos e partes, aviões, máquinas e aparelhos para terraplanagem, medicamentos, e tubos flexíveis de ferro ou aço.  

Brasil exportou US$ 3,661 bilhões na terceira semana de janeiro

Na terceira semana de janeiro (12 a 18), com cinco dias úteis, as exportações brasileiras foram de US$ 3,661 bilhões, com média diária de US$ 732,2 milhões, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Na comparação com o resultado médio das duas primeiras semanas do ano (US$ 642,3 milhões), houve crescimento de 14%. Aumentaram as exportações de produtos manufaturados (32,8%), com acréscimos em açúcar refinado, polímeros plásticos, etanol, máquinas para terraplanagem, autopeças, suco de laranja, motores para veículos e partes, aviões, medicamentos, motores e geradores elétricos e pneumáticos. Entre os produtos básicos (14,9%), destacaram-se, principalmente, petróleo em bruto, café em grão, fumo em folhas, algodão em bruto, arroz em grãos e carne suína. Por outro lado, decresceram as vendas de produtos semimanufaturados (-7,6%), com declínio nas vendas de celulose, semimanufaturados de ferro/aço, ferro fundido e ouro em formas semimanufaturadas.

As duas primeiras semanas de janeiro registram US$ 3,854 bilhões em exportações

Com seis dias úteis, as duas primeiras semanas de janeiro (1° a 11) tiveram exportações de US$ 3,854 bilhões (média diária de US$ 642,3 milhões) e importações de US$ 4,837 bilhões (média de US$ 806,2 milhões) resultando num saldo comercial negativo de US$ 983 milhões. Na primeira semana (1° a 4), que teve um dia útil, os embarques brasileiros ao exterior somaram US$ 393 milhões e as compras externas foram de US$ 515 milhões, com déficit de US$ 122 milhões. Já na segunda semana (5 a 11), com cinco dias úteis, teve exportações de US$ 3,461 bilhões (média de US$ 692,2 milhões) e importações de US$ 4,322 bilhões (média de US$ 864,4 milhões), o que levou a um saldo negativo de US$ 861 milhões.

Assinar este feed RSS