Contribuintes já pensam na restituição do Imposto de Renda

  •  
Restituição do Imposto de Renda 2019 Foto: divulgação Restituição do Imposto de Renda 2019

Começou na quinta-feira, (07/03), o prazo para o envio da declaração do Imposto de Renda 2019. A data é aguardada por milhares de contribuintes brasileiros e costuma movimentar o mercado tributário no Brasil.

Isso porque a Receita Federal calcula que pelo menos 30,5 milhões de brasileiros enviem a declaração em 2019. Com a declaração, é possível acertar as contas entre governo e cidadão, cobrando as pessoas que devem pagar mais tributos e restituindo aquelas que mensalmente têm o imposto retido na fonte, e que no final das contas pagam impostos a mais.

O processo conhecido como restituição do Imposto de Renda, nada mais é do que a devolução do valor pago a mais ou a menos pelos contribuintes para a Receita Federal durante o ano todo.

Na entrega da declaração, os contribuintes devem informar seus rendimentos e suas despesas que podem ser deduzidas. Com esses dados, a Receita Federal realiza o cálculo e analisa se já foi retido o valor do tributo suficiente ou se ainda deve ser pago algum valor.

Se a diferença for para mais, o contribuinte entra no grupo de pessoas que vai receber a diferença. Se for a menos, é gerada uma guia para que o valor devido seja pago.

Cronograma dos lotes de restituição do Imposto de Renda 2019

Este ano, o cronograma de pagamento da restituição do Imposto de Renda foi liberado antes mesmo da divulgação da data de início para envio da declaração. O cronograma traz os pagamentos divididos em lotes.

O primeiro lote de pagamento da restituição do Imposto de Renda de 2019 está marcado para junho e o último para dezembro. O cronograma completo é o seguinte:

1º lote — data de liberação é 17/06/2019
2º lote — data de liberação é 15/07/2019
3º lote — data de liberação é 15/08/2019
4º lote — data de liberação é 16/09/2019
5º lote — data de liberação é 15/10/2019
6º lote — data de liberação é 18/11/2019
7º lote — data de liberação é 16/12/2019

O pagamento da restituição segue a ordem em que as declarações foram enviadas. Dessa forma, cada lote será disponibilizado para os contribuintes que enviaram a declaração até uma data que ainda não foi divulgada pela Receita Federal.

Vale a pena destacar que o primeiro lote é exclusivo para o pagamento da restituição para os contribuintes que se enquadram como prioritários, ou seja, idosos, pessoas que sofrem de doenças graves ou contribuintes que possuem como maior fonte de renda o magistério.

Consulta sobre a restituição do Imposto de Renda 2019

A consulta da restituição do Imposto de Renda pode ser realizada pelo site da Receita Federal, em uma página específica criada para informar esses detalhes. Neste ambiente, o contribuinte deve inserir o CPF e a data de nascimento para saber se há alguma restituição em seu nome.

Além disso, existe também o aplicativo Pessoa Física. Que permite a consulta do lote de Imposto de Renda e da restituição. Também é possível configurar para receber avisos no app quando for liberado novo lote de pagamentos.

Além dessa funcionalidade, o contribuinte também pode consultar a situação do CPF, fazer a regularização de suspensos pela complementação de dados cadastrais e realizar o cálculo do imposto mensal e anual pelo aplicativo.

O app está disponível para download nas lojas dos sistema operacionais Android e iOS. Assim como o aplicativo que permite que o contribuinte envie a declaração do Imposto de Renda por meio do seu smartphone.