Sistema com consultoria gratuita orienta contribuintes na hora de declarar

 Declaração feita pela plataforma demora em média 30 minutos para ser realizada; na reta final, cumprir prazo de entrega é fundamental para evitar multa Foto: Divulgação Declaração feita pela plataforma demora em média 30 minutos para ser realizada; na reta final, cumprir prazo de entrega é fundamental para evitar multa

A 1 dia do prazo final, mais de 5,9 milhões de brasileiros ainda não declararam o imposto de renda. A data limite para envio termina nesta sexta-feira e a expectativa da Receita Federal é de receber cerca de 28,3 mi de declarações. Para quem está na corrida contra o tempo, um sistema inovador pode ajudar.

 

O site Imposto Rápido (www.impostorapido.com.br) é um serviço online que realiza a declaração do imposto de renda com a ajuda de consultores especializados gratuitamente. Todo o processo é rápido e seguro – com certificados de segurança e confidencialidade.

Ao entrar no site os contribuintes contam com uma equipe de especialistas em tempo real para o atendimento, otimizando tempo e evitando erros na hora da declaração. De acordo com Daniel Dorea Andrade – sócio do Imposto Rápido, a declaração feita pela plataforma demora em média 30 minutos para estar pronta e ser enviada para o site da Receita.

Na plataforma, o contribuinte não precisa baixar nenhum programa, apenas fazer um cadastro e preencher o passo a passo da declaração, contando com a ajuda dos especialistas via chat para o caso de dúvidas. “Por falta de informação e preenchimento incorreto da declaração, muitas pessoas perdem a oportunidade de melhorar o resultado da declaração - pagar menos impostos ou maximizar a restituição.”, explica Eliana Lopes - especialista em imposto de renda do Imposto Rápido e profissional com mais de 10 anos de experiência em empresas como Deloitte, EY e H&R Block.

A plataforma traz ainda serviços extras, como consultoria para casos mais complexos e revisão da declaração, que poderão ser contratados separadamente, mesmo para quem irá usar o software da Receita Federal para fazer a declaração.

(Redação - Agência IN)