Fintechs na vanguarda de uma nova cultura de investimentos no Brasil

Recentemente, o Banco Central publicou uma regulação das fintechs de crédito no país, que também englobou os serviços de crédito entre pessoas físicas. A iniciativa foi, sem dúvida, um grande avanço para o setor, mas é preciso avançar mais para estimular os investimentos no país. É necessário que o Banco Central fique atento aos movimentos de mercado dos grandes bancos de varejo, para assim proteger os investidores, especialmente, aqueles com perfil da caderneta de Poupança – categoria onde se encontra a maioria dos brasileiros, de acordo com a segunda edição da pesquisa Raio X do Investidor Brasileiro, realizada pela ANBIMA com o apoio do Datafolha.

GESTO capta nova rodada de investimentos

A GESTO fechou sua segunda rodada de investimentos, conhecida no mercado como Série B. A Redpoint eventures, fundo de venture capital que tem o fundador do Buscapé, Romero Rodrigues entre os sócios no Brasil, se junta à DGF Investimentos (DGF Ventures) no quadro de acionistas da empresa. A captação será dedicada a suportar a rápida expansão da companhia que aplica big data para gerar inteligência no ciclo completo da gestão de benefícios de saúde, desde a consultoria e da corretagem do plano de saúde até sua manutenção e acompanhamento no dia a dia.

Associação Brasileira de Bancos abre inscrições para o Prêmio Idei@ABBC

A ABBC - Associação Brasileira dos Bancos abre as inscrições para o Prêmio Idei@ABBC. A iniciativa tem como objetivo aproximar as fintechs e as mais de 80 instituições financeiras associadas à ABBC com soluções dedicados a otimizar modelos de negócios, reduzir custos, ao mesmo tempo que colaboram para o desenvolvimento de tecnologias para o fomento da inclusão financeira e a sustentabilidade econômica do País, uma das missões da instituição.

Novas regras para as fintechs de crédito podem beneficiar pequenas e médias empresas, diz FecomercioSP

Adquirir um empréstimo ou financiamento pode não ser tarefa fácil para os empreendedores de micros e pequenos negócios. Em muitos casos, os juros são altos ou a lucratividade da empresa não atende às exigências das grandes instituições financeiras. Para a assessoria econômica da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), novas formas de oferta de crédito podem beneficiar pequenas e médias empresas.

Fintechs: crescimento pode aumentar concorrência

O crescimento das fintechs, empresas de tecnologia no setor financeiro, deve acelerar a partir da regulamentação, determinada na quinta-feira (26) pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). A ideia é que, com a expansão dessas empresas, aumente a concorrência no sistema financeiro, consequentemente os custos de empréstimos para clientes desse segmento devem cair e uma parcela maior da população ter acesso a serviços financeiros, como empréstimos, seguros, investimentos e meios de pagamento.

CMN regulamenta as fintechs de crédito

As Resoluções nº 4.656 e nº 4.657 têm por objetivo fomentar a incorporação de inovações no âmbito do Sistema Financeiro Nacional, bem como estimular a participação de novas instituições provedoras de crédito.

5 Fintechs para ficar de olho em 2017

O ano de 2016 foi, sem dúvida, importante para as startups, pois muitas das que surgiram nos anos anteriores se consolidaram em seus segmentos e, em contrapartida, muitas outras foram lançadas durante este período.

Assinar este feed RSS