Recuperações judiciais retomam alta e sobem 11,3% em novembro, revela Serasa

Segundo o Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações, em novembro de 2018 foram realizados 118 pedidos de recuperações judiciais, aumento de 11,3% frente ao apurado no mês correspondente do ano passado. A variação mensal também apontou alta de 10,3% relação a outubro deste ano (107 requerimentos). As micro e pequenas empresas responderam pelo maior número de recuperações judiciais requeridas no 11º mês de 2018: foram 71 pedidos, contra 28 referentes às médias e 19 de grandes empresas.

Pedidos de falências caem 24,9% no primeiro trimestre

De acordo com Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações, no primeiro trimestre do ano foram realizados 296 pedidos de falência em todo o país, queda de 24,9% em relação aos 394 requerimentos efetuados no mesmo período em 2017. Dos 296 requerimentos de falência efetuados nos três primeiros meses de 2018, 160 foram de micro e pequenas empresas, 70 médias e 66 de grandes.

Postura de empresários no enfrentamento da crise pode prevenir falências

A crise generalizada que vem assustando o cenário brasileiro causou 1,8 milhão de falências em 2015, crescimento de mais de 300% em comparação aos 572,9 mil em 2014, segundo pesquisa da consultoria Neoway. Em meio a esse cenário, empresários precisam adotar medidas sustentáveis ao invés de confiar apenas em sua intuição, de modo a focar na gestão, no controle do negócio.

Pedidos de recuperações judiciais aumentam 61,2% em 2016

O número de recuperações judiciais requeridas de janeiro a agosto de 2016 foi 61,2 % superior ao registrado no mesmo período do ano passado, revela o Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações. Foram 1.235 ocorrências contra 766 apuradas entre janeiro e agosto de 2015. O resultado é recorde histórico e o maior para o acumulado do ano desde 2006, após a entrada em vigor da Nova Lei de Falências (junho/2005). Em 2015, houve 1.287 pedidos.

Pedidos de falência tem alta de 23,4%, revela Boa Vista SCPC

Os pedidos de falência registraram alta de 23,4% no acumulado de 2016 em relação ao mesmo período de 2015, segundo dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com abrangência nacional. Em julho, o número de pedidos de falências recuou 12,1% na comparação mensal e aumentou 9,1% na comparação com julho de 2015.

Assinar este feed RSS