Cheques falsificados são principais fraudes sofridas por MPEs em 2018

As micro e pequenas empresas formam a maioria dos negócios no Brasil e, em muitos casos, por não contarem com estrutura adequada e recursos suficientes, acabam sendo alvos estratégicos das tentativas de fraudes. Em tempos de instabilidade econômica e vendas em baixa, a prevenção a esse tipo de prática deve ser ainda mais cuidadosa para evitar perdas financeiras. Um levantamento realizado em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revela que o recebimento de cheques falsificados ou roubados (33%) e as transações feitas com cartões de créditos clonados (25%) foram os tipos de fraudes mais sofridos por micro e pequenos empresários ao longo de 2018. No total, 11% das micro e pequenas empresas no país tiveram algum prejuízo financeiro no último ano em virtude de golpes praticados por estelionatários.

Inadimplência com cheques sem fundos recua

De acordo com o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos, setembro deste ano atingiu o menor percentual de 2018 e dos últimos 8 anos quando considerado apenas este mês. O índice de devolução de cheques pela segunda vez por insuficiência de fundos fechou em 1,67% no nono mês deste ano.

  • Publicado em Economia

Índice de cheques sem fundos recua em agosto

O Indicador Serasa Experian de Cheques sem Fundos registrou em agosto de 2018 o menor percentual apurado para este mês em 10 anos, quando atingiu 1,62% em 2010. O índice de devolução de cheques pela segunda vez por insuficiência de fundos fechou em 1,78% no oitavo mês deste ano, com o registro de 656.116 cheques devolvidos em um total de 36.904.200 de cheques compensados no país. 

  • Publicado em Economia

Cheques sem fundos têm queda no primeiro semestre

No primeiro semestre, o percentual de devolução de cheques pela segunda vez por insuficiência de fundos foi de 2,02%, menor que o registrado de janeiro a junho de 2017, que foi de 2,13%, segundo o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos. O ano de 2018 acumula 4.461.159 de cheques devolvidos e 221.061.824 de cheques compensados. Na avaliação mensal, no entanto, houve alta. O percentual de devoluções de cheques no mês de junho foi de 1,99% em relação ao total de cheques compensados, maior que o registrado em junho de 2017, quando o número era de 1,86% de devoluções. No total, foram 700.162 cheques devolvidos e 35.138.600 cheques compensados no período.

Maio tem menor percentual de cheques sem fundos do ano

O percentual de devoluções de cheques pela segunda vez por insuficiência de fundos no mês de maio foi de 2,04% em relação ao total de cheques compensados, segundo o Indicador Serasa Experian de Cheques sem Fundos. O percentual é o menor registrado neste ano e, também, o menor para o período desde 2011, quando o número era de 2,00% de devoluções. No acumulado do ano, o percentual de devoluções foi de 2,02%, queda em relação ao número registrado de janeiro a maio de 2017, que foi de 2,18%.

1º trimestre tem menor percentual de cheques sem fundos

O percentual de devoluções de cheques pela segunda vez por insuficiência de fundos no mês no primeiro trimestre do ano foi de 2,00% em relação ao total de cheques compensados, segundo o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos. O percentual é o menor já registrado para o período desde 2011, quando o número foi de 1,89% de devoluções. 

Assinar este feed RSS