Bancos aprovam novas regras para cheque especial

O conselho de autorregulação da FEBRABAN – Federação Brasileira de Bancos aprovou novas diretrizes que aperfeiçoam o uso do cheque especial. Elas asseguram a oferta de alternativas de liquidação do saldo devedor com encargos financeiros em condições mais vantajosas, para reduzir o custo do crédito ao cliente bancário, e ampliam a transparência no uso do produto, com informações mais detalhadas sobre a contratação e o grau de comprometimento dos recursos pelo consumidor.

Itaú Private Bank tem novo CEO na Suíça

O Banco Itaú Suisse (BIS), braço suíço da operação de Private Banking Internacional do Itaú Unibanco, tem um novo CEO: Gustavo Henrique Penha Tavares. O executivo, atual superintendente comercial da área no Brasil, assume o lugar de Luiz Amaral, que após um período de transição até junho deste ano, deixará a instituição. O sucessor de Tavares no Brasil ainda não foi definido. 

Poupadores de instituições vendidas devem esperar banco sucessor aderir a acordo

Os correntistas que tinham conta em algum banco vendido ou incorporado a outra instituição financeira devem esperar o banco sucessor aderir ao acordo que compensará as perdas da caderneta com planos econômicos, informou o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec). De acordo com a entidade, cabe a cada poupador identificar a instituição que assumiu as operações.

Transações de R$ 50 mil seguirão novas regras

A partir de 27 de dezembro, os clientes bancários que precisarem sacar na boca do caixa valor igual ou acima de R$ 50 mil, em dinheiro vivo, terão que seguir novas regras. A operação terá que ser informada ao banco com no mínimo três dias úteis de antecedência. Também será preciso fornecer dados adicionais sobre a transação, como os motivos da movimentação financeira. Até agora, a comunicação prévia ao banco era exigida apenas com um dia útil de antecedência e para valor igual ou acima de R$ 100 mil.

CMN aprova novo requerimento de liquidez para bancos

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou duas Resoluções que dão prosseguimento ao processo de implementação dos padrões prudenciais estabelecidos pelo Comitê de Basileia (Basileia III). A Resolução nº 4.616 estabelece o indicador Liquidez de Longo Prazo (NSFR) e a Resolução nº 4.615 institui o requerimento de Razão de Alavancagem (RA).

Assinar este feed RSS