Demanda do consumidor por crédito cresce 15,2%

  •  
Demanda do consumidor por crédito cresce 15,2% (Foto: Divulgação) Demanda do consumidor por crédito cresce 15,2%

De acordo com o Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito, a quantidade de pessoas que buscou crédito cresceu 15,2% no acumulado dos primeiros quatro meses de 2018. Somente em abril/18, a alta interanual, isto é, em relação ao mesmo mês do ano passado foi de 23,9% (porém este resultado foi impactado pela maior quantidade de dias úteis em abril deste ano, 21 contra 18 em abril de 2017). Já com relação a março/18, a demanda do consumidor por crédito apresentou pequeno recuo de 0,3%.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, o crescimento da procura por crédito por parte do consumidor neste ano relaciona-se não apenas com taxas de juros mais baixas do que as que prevaleciam há um ano, mas também com um maior grau de confiança do consumidor, dado basicamente pela queda da inflação, que o encoraja a demandar mais crédito.

O crescimento interanual, na comparação com abril de 2017, da demanda dos consumidores por crédito em abril/18 ocorreu em todas as classes de renda. Para os que ganham até R$ 500, foi de 50,2%. Para os consumidores com renda mensal entre R$ 500 e R$ 1.000, foi de 21,3%. Para a renda mensal entre R$ 1.000 e R$ 2.000, foi de 21,2%. Já os consumidores com renda mensal entre R$ 2.000 e R$ 5.000, foi de 20,4%. Já para os que ganham entre R$ 5.000 e R$ 10.000 por mês, o avanço foi de 19,3% e, por fim, para a renda mensal maior que R$ 10.000, o crescimento na procura por crédito foi de 19,5%.

No acumulado do primeiro quadrimestre, na comparação com o mesmo período do ano passado, a procura do consumidor por crédito apresentou variações positivas também em todas as faixas de renda: alta de 38,8% para quem recebe até R$ 500 por mês; de 12,7% para quem ganha entre R$ 500 e R$ 1.000 mensais; e 12,7% para os que recebem entre R$ 1.000 e R$ 2.000 por mês. Já nas rendas mais altas, os avanços na procura por crédito no acumulado do primeiro quadrimestre de 2018 foram: 12,5% para a faixa de renda entre R$ 2.000 e R$ 5.000 mensais; 12,5% para o consumidor com renda entre R$ 5.000 e R$ 10.000 por mês e de 13,1% para quem ganha mais de R$ 10.000.

O crescimento da demanda por crédito em abril/18 ocorreu eu todas as regiões do país. Na Região Sul, a alta foi de 22,4% em relação a abril/17. No Norte foi de 26,6%. No Centro-Oeste, o avanço foi de 27,7% e no Sudeste o crescimento foi de 20,6%. No Nordeste a alta foi de 32,0% frente a abril/17.

Na comparação contra o acumulado do primeiro quadrimestre do ano passado, houve avanços da demanda por crédito em todas as regiões: no Nordeste (22,4%); Sudeste (14,6%); Norte (14,4%); Centro-Oeste (14,8%) e no Sul (10,4%).