Demanda das empresas por crédito cresce 4,1% em julho

  •  
Demanda das empresas por crédito cresce 4,1% em julho (Foto: Pexels) Demanda das empresas por crédito cresce 4,1% em julho

A demanda das empresas por crédito cresceu 4,1% em julho/2018 na comparação com o mês anterior conforme apurou o Indicador Serasa Experian de Demanda das Empresas por Crédito. Porém, na comparação com julho/17, a procura dos empresários por crédito caiu 5,1%. Com estes resultados, a expansão da demanda empresarial por crédito subiu 0,9% no acumulado dos primeiros sete meses de 2018.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, a alta da busca por crédito em julho, embora positiva, reflete ainda uma postura cautelosa das empresas, especialmente das médias e grandes, face às incertezas do cenário político-econômico.

A alta mensal da busca empresarial por crédito em julho/2018 ocorreu apenas nas micro e pequenas empresas, que cresceram suas demandas em 4,3%. Nas médias empresas houve retração de 1,8%. Nas grandes empresas houve queda de 0,4% em julho/18.

Na comparação com os primeiros sete meses do ano passado, a busca empresarial por crédito cresceu 1,0% nas micro e pequenas empresas. Nas médias empresas houve retração de 4,8% e, nas grandes empresas, o recuo foi de 2,1%.

Em julho/18, as empresas industriais avançaram suas demandas por crédito em 3,7% frente a junho/18. Nas empresas de serviços houve crescimento de 4,1% e nas empresas comerciais, houve alta de 4,2%.

Frente ao acumulado dos primeiros sete meses do ano passado, as empresas de serviços expandiram suas demandas por crédito em 2,3%. Nas empresas industriais a alta interanual foi de 0,6%, porém nas empresas comerciais houve queda de 0,7%.

Em julho/18, a demanda empresarial por crédito subiu 1,8% no Centro-Oeste, 4,7% no Sul, 5,8% no Nordeste, 2,0% no Norte e 3,9% no Sudeste, sempre em relação ao mês anterior (junho/18).

Já no acumulado dos primeiros sete meses de 2018, todas as regiões, exceto a Norte (-2,8%) e o Sudeste (-1,4%), mostraram avanço em suas demandas empresariais por crédito: Sul (6,1%); Nordeste (0,6%); Centro-Oeste (2,8%).

(Redação – Investimentos e Notícias)