Mercado de trabalho no varejo paulista cria empregos formais em novembro

Em novembro, o comércio varejista no Estado de São Paulo abriu novos postos de trabalho pelo quarto mês consecutivo. No período, foram criados 23.453 empregos formais, resultado de 88.233 admissões contra 64.780 desligamentos. Foi o segundo melhor saldo para novembro desde 2012. Com esse desempenho, o setor encerrou o mês com um estoque ativo de 2.097.783 vínculos empregatícios, leve alta de 0,5% em relação a novembro do ano passado. No acumulado de 12 meses, o saldo também foi positivo (9.499 vagas).

  • Publicado em Economia

Vendas do varejo paulista em maio devem crescer 4% em relação ao mesmo período de 2016, indica FecomercioSP

De acordo com as projeções da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), as vendas do varejo, tanto no Estado quanto na capital paulista, devem registrar crescimento em maio, mês do Dia das Mães. O comércio varejista do Estado deve faturar R$ 50 bilhões no mês, alta de 4% na comparação com maio de 2016. Já no varejo paulistano, as vendas devem alcançar R$ 16 bilhões no mês, crescimento de 5% na mesma base de comparação.

Varejo paulista inicia o ano com alta de 4,2% nas vendas, aponta FecomercioSP

Após um 2016 difícil, no qual o comércio varejista do Estado de São Paulo basicamente não avançou, os dados do setor em janeiro mostram aumento expressivo das vendas no Estado e apontam claramente para o início de um ciclo de crescimento em 2017. No primeiro mês do ano, o varejo paulista registrou faturamento real de R$ 48,4 bilhões, alta de 4,2% na comparação com janeiro de 2016, cerca de R$ 2 bilhões acima do valor apurado no ano passado. Foi o quarto melhor resultado para o mês de janeiro desde o início da série histórica, em 2008. No acumulado dos últimos 12 meses, o setor apresentou alta de 0,8%.

Varejo paulista encerra 2016 com estabilidade nas vendas, mostra FecomercioSP

O comércio varejista paulista encerrou o ano de 2016 com leve crescimento de 0,1% nas vendas no acumulado dos 12 meses, interrompendo uma série de duas quedas consecutivas. No último mês do ano, as vendas no varejo aumentaram 3% na comparação com dezembro de 2015 e alcançaram R$ 61,4 bilhões, cerca de R$ 1,8 bilhão acima do valor apurado no mesmo período do ano anterior.

Faturamento do varejo paulista atinge R$ 49,2 bilhões, aponta FecomercioSP

Após uma série de quatro altas consecutivas, o faturamento real do comércio varejista paulista apresentou recuo na comparação interanual. Em outubro, as vendas do setor diminuíram 1% em relação ao mesmo mês de 2015 e alcançaram R$ 49,2 bilhões, cerca de R$ 505 milhões inferior ao apurado no mesmo período de 2015. Foi o terceiro menor resultado para o mês desde o início da série histórica em 2008. No acumulado do ano houve retração de 0,7% e em 12 meses, a queda foi ainda mais acentuada, de 2%.

Varejo paulista volta a eliminar empregos em setembro, mostra FecomercioSP

Interrompendo dois meses consecutivos de geração de empregos, o comércio varejista do Estado de São Paulo voltou a eliminar postos de trabalho em setembro. No mês, foram extintos 2.004 empregos, resultado de 68.604 admissões e 70.608 desligamentos. Ainda assim, observa-se em setembro, saldo negativo 75% mais ameno em relação à perda do mesmo mês de 2015, quando foram perdidos 7.968 postos com carteira assinada. Com isso, o estoque ativo de trabalhadores atingiu 2.069.059 no mês, redução de 2,8% na comparação com setembro de 2016.

Varejo paulista gera empregos formais pelo 2º mês seguido, aponta FecomercioSP

Dando seguimento ao aumento registrado em julho, o comércio varejista do Estado de São Paulo gerou novos empregos em agosto, o que pode ser um esboço da recuperação do mercado de trabalho varejista paulista - desde outubro e novembro de 2014, que o varejo não registrava dois saldos positivos consecutivos. Em agosto, o varejo paulista criou 7.235 empregos, resultado de 71.908 admissões e 64.673 desligamentos. Com isso, o estoque ativo de trabalhadores atingiu 2.071.063 no mês, redução de 3,1% na comparação com agosto de 2015.

Varejo paulista fatura R$ 512,8 bilhões, aponta FecomercioSP

O faturamento do comércio varejista do Estado de São Paulo, composto por 645 municípios, atingiu R$ 512,8 bilhões em 2014 - o maior do País e que corresponde a 30% do total do varejo nacional. Os dados são da Pesquisa Anual do Comércio (PAC) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), analisados pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Os números demonstram o tamanho e a importância do varejo paulista para a economia nacional, sendo a região com maior concentração de oportunidades de emprego e geração de renda.

Assinar este feed RSS