Associativismo ganha força e promove união de empresários de um mesmo setor

O Associativismo basicamente defende duas vertentes, a primeira é a prática do coletivismo e a criação de gestão de associações e organizações autônomas e órgãos de gestão democrática a outra é a defesa da prática enquanto instituições sem fins lucrativos e de livre organização de pessoas. O conceito de coletivismo nada mais é que a propagação da ideia de união de um setor a fim de oferecer melhores oportunidades e benefícios a seus associados.

 

Governo federal amplia financiamento para setor energético

Os Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste ampliarão suas linhas de financiamento para o setor energético. A medida publicada nesta segunda-feira (25/04) no Diário Oficial da União propiciará investimentos no setor para diversificar a matriz energética com fontes limpas e renováveis.

Setor de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos sofre queda de 8% em 2015

O setor brasileiro de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (HPPC) foi alvo de penalidades em 2015, que resultaram em queda real de 8% em relação ao ano anterior, com um faturamento "Ex-Factory", líquido de imposto sobre vendas, de R$42,6 bilhões. Este cenário, somado aos altos aumentos de carga tributária, alta do dólar e à atual crise econômica e política, acabou influenciando a perda de posição do Brasil no ranking mundial de consumo, passando da terceira para a quarta posição, atrás dos EUA, China e Japão, respectivamente.

Setor de tratamento de resíduos industriais deve crescer 26%

O setor de tratamento de resíduos industriais no Brasil deve crescer 26% nos próximos cinco anos e atingir a cifra de R$ 16,3 bilhões em negócios no País. A avaliação é da Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes (Abetre) com base no estudo da Consultoria Tendências. Para a entidade, o crescimento está ligado às necessidades de investimentos cada vez maiores em gestão ambiental e sustentabilidade. 

Setor de suplementos nutricionais cresce no faturamento

O consumo de suplementos nutricionais tem se tornado uma tendência e vem ganhando espaço na vida dos brasileiros. O setor registrou um faturamento de R$1,32 bilhão em 2015, com crescimento de 12% em relação ao período anterior. Esta ascensão constante nos últimos cinco anos releva o pleno potencial de mercado no Brasil, além disso, o país cada vez mais proporciona novos negócios no varejo, com a abertura de franquias, body shops e e-commerce especializado.

Em ano desafiador, currículo qualificado é diferencial no setor de TI

O ano de 2016 chegou e com ele as incertezas e lembranças de uma economia que se manteve instável em 2015. Com essas mudanças, profissionais de todas as áreas precisam se desdobrar para driblar os desafios, com o intuito de se manterem ou serem inseridos no mercado de trabalho. Mesmo assim, de acordo com a edição 2016 do Guia Salarial Robert Ralf, para quem trabalha no Setor de TI, a situação é mais animadora. O investimento continua, mas o mercado está mais seletivo. E para justificar os altos salários pagos aos profissionais dessa área, que podem chegar a R$25 mil reais, as exigências tornam-se cada vez maiores.

Assinar este feed RSS