Setor de serviços mantém estabilidade em novembro

Em novembro, o setor de serviços no Brasil mostrou variação nula (0,0%) frente ao mês anterior (série com ajuste sazonal), mantendo o quadro de estabilidade de setembro (-0,3%) e outubro (0,0%), segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em relação a novembro de 2017 (série sem ajuste sazonal), o volume de serviços cresceu 0,9%, quarta taxa positiva seguida, fato que não acontecia desde 2014. O acumulado no ano variou -0,1%. Já o acumulado nos últimos 12 meses, ao passar de -0,2% em outubro para 0,0% em novembro, interrompeu uma sequência de 41 taxas negativas, mantendo trajetória crescente desde abril de 2017 (-5,1%).

  • Publicado em Economia

Serviços deve impulsionar a retomada de empregos em SP

Em 2018, as contratações no varejo, atacado e setor de serviços paulista devem superar os desligamentos. Em conjunto, os três setores devem abrir 99.897 postos de trabalho encerrando o ano com 9.988.690 empregos com carteira assinada. É o que estima a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

  • Publicado em Economia

Reclamações dos serviços de telecomunicações caem 7,5%

Em outubro de 2018, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) registrou 254,8 mil reclamações de usuários de serviços, redução de 20,6 mil queixas (-7,5%) em relação ao mesmo mês em 2017. Dos principais serviços de telecomunicações, telefonia móvel, telefonia fixa e TV por assinatura apresentaram redução de reclamações nos últimos 12 meses. A telefonia móvel menos 11,9 mil reclamações (-9,1%); a telefonia fixa menos 5,4 mil (-8,4%); e a TV por assinatura menos 3,9 mil (-10,9%). O serviço de banda larga fixa teve um aumento de 0,6 mil reclamações (+1,4%) entre outubro de 2017 e outubro de 2018.

PMI de serviços do Reino Unido recua a 50,4 pontos

O Índice Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) do setor de serviços do Reino Unido recuou para 50,4 pontos em novembro de 2018, abaixo dos 52,2 pontos do mês anterior, segundo informações divulgadas nesta quarta-feira, 05, pelo instituto Markit Economics. O resultado veio abaixo da previsão do mercado (52,5).

(Redação – Investimentos e Notícias)

Faturamento do setor de serviços em SP cresce em setembro

O setor de serviços na cidade de São Paulo segue trajetória de alta e, em setembro, registrou faturamento real de R$ 28,7 bilhões, a maior cifra para o mês desde o início da série histórica, em 2010. Se comparado ao mesmo período de 2017, houve crescimento de 11,4%, o que representa um montante R$ 2,9 bilhões superior nas receitas do setor. As vendas avançaram 14,8% de janeiro a setembro. No acumulado de 12 meses, a alta foi de 13,5%.

  • Publicado em Economia

Confiança de Serviços registra 93,4 pontos em novembro

O Índice de Confiança de Serviços (ICS) subiu 5,1 pontos em novembro, ao passar de 88,3 para 93,4 pontos, maior nível histórico desde abril de 2014 (95,9 pontos), segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). Em médias móveis trimestrais, o índice avançou 1,5 ponto, mantendo o sinal positivo pelo quarto mês consecutivo.

  • Publicado em Economia

Setor de serviços varia -0,3% em setembro

Em setembro, o setor de serviços teve variação negativa de 0,3% frente a agosto (série com ajuste sazonal), e encerrou quatro meses de volatilidade: maio (-3,5%), junho (4,9%), julho (-2,0%) e agosto (1,4%), segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

  • Publicado em Economia
Assinar este feed RSS