Produção de petróleo em São Paulo cresce 17% em 2017

Com a entrada em produção dos poços de petróleo do pré-sal na bacia de Santos, o Estado de São Paulo vem registrando nos últimos 10 anos aumento significativo da atividade. Em 2017, São Paulo teve uma média de 328.689 barris de petróleo por dia, alta de 17,3% em relação ao ano anterior. A produção nacional registrou aumento de 4,4%. A informação foi divulgada nesta sexta-feira, 6 de julho, pela Secretaria de Energia e Mineração do Estado de São Paulo.

 

Produção de petróleo no país cresceu 4,2% em 2017

A produção nacional de petróleo cresceu pelo quarto ano consecutivo, atingindo 2,6 milhões de barris por dia em 2017, um aumento de 4,2% em relação ao ano anterior. A informação é da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), que divulgou hoje (29) os dados consolidados do setor, relativos ao ano passado.

Produção no pré-sal sobe 2,3% e registra novo recorde

A produção do pré-sal em abril totalizou 1,785 milhão de boe/d, superando os 1,763 MMboe/d produzidos em fevereiro, segundo dados da ANP. Houve um aumento de 2,3% em relação ao mês anterior. Foram produzidos 1,423 milhão de barris de petróleo por dia e 58 milhões de metros cúbicos diários de gás natural por meio de 86 poços. A produção no pré-sal correspondeu a 54,4% do total produzido no Brasil. 

Produção total de petróleo da Petrobras recua em março

A produção total de petróleo e gás da Petrobras em março, incluindo líquidos de gás natural (LGN), foi de 2,66 milhões de barris de óleo equivalente por dia, sendo 2,56 milhões de barris produzidos no Brasil e 99 mil barris no exterior. A produção total operada da companhia (parcela própria e dos parceiros) foi de 3,31 milhões de barris de óleo equivalente, sendo 3,17 milhões no Brasil.

957 milhões de barris de petróleo foram produzidos em 2017

Em 2017, foram declarados 12,835 bilhões de barris de petróleo em reservas provadas (1P) e 23,630 bilhões de reservas provadas, prováveis e possíveis (3P), segundo dados da ANP. Trata-se de um aumento de 1% e 4%, respectivamente, se comparado com o ano de 2016. 

15ª Rodada da ANP tem recorde

A 15ª Rodada de Licitações arrecadou mais de R$ 8 bilhões em bônus de assinatura, configurando recorde de arrecadação entre as rodadas no regime de concessão. A rodada irá gerar investimentos de, pelo menos, R$ 1,2 bilhão apenas na primeira fase dos contratos de concessão (fase de exploração). 

Assinar este feed RSS