Novo governo pode abrir perspectiva de reformas necessárias para ajuste da economia, aponta FecomercioSP

Com o fim do processo de impeachment, o desafio do novo governo é melhorar o ambiente de negócios, resgatando a credibilidade e a atratividade da economia brasileira para os investidores internos e externos. De acordo com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), o novo governo pode abrir perspectiva inédita de reformas necessárias para o ajuste econômico, pois não terá nenhum compromisso político, a princípio, de reeleição. Portanto, estará isento de pressões para tomar as medidas, muitas vezes, impopulares. Na análise da Entidade, deve ser prioridade uma agenda de reformas fiscal, da previdência e política, além de um novo processo de privatizações, ainda mais ousado do que o ocorrido na década de 1990.

ABRAINC espera recuperação da economia com novo governo

A Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (ABRAINC), que representa 26 das maiores empresas do setor, acompanha com bastante atenção os acontecimentos dos últimos dias e ressalta a preocupação do empresariado com a instabilidade política e seus reflexos desastrosos para a economia do país, o que afeta diretamente a vida de todos nós brasileiros.

Assinar este feed RSS