Como usar o LinkedIn para se recolocar no mercado de trabalho

Principal referência quando o assunto é destacar-se profissionalmente e encontrar oportunidades – de emprego ou negócios, o LinkedIn é relativamente pouco explorado como rede social na busca por resultados, conforme explica o especialista em marketing digital Fábio Ricotta. Nessa rede, é possível incluir o perfil profissional, listando as habilidades, atividade atual, empresas pelas quais passou, além de cursos e treinamentos já realizados. O empresário explica porque a rede social é uma ótima ferramenta para buscar recolocação no mercado de trabalho, e destaca os 3 passos necessários para destacar no LinkedIn:

Empresas grandes têm maior queda na ocupação do mercado de trabalho

A queda da ocupação no mercado de trabalho está concentrada nas empresas grandes (com mais de 10 empregados), segundo a Carta de Conjuntura de abril, publicada pelo Ipea. E, apesar da queda das ocupações com carteira assinada, a queda nas ocupações sem carteira assinada tem sido ainda mais intensa. Por outro lado, a elevação do número de trabalhadores por conta-própria indica que esse tipo de ocupação tem servido de válvula de escape para a população que tem perdido o emprego. De qualquer forma, mesmo com o crescimento dos trabalhadores por conta-própria, a queda dos empregados sem carteira tem sido tão intensa que a taxa de formalidade tem caído muito pouco apesar da forte perda de empregos formais.

Coworking é opção para quem quer voltar ao mercado de trabalho

O BuscaSala, principal buscador de coworking e escritórios compartilhados do Brasil, está colaborando com empresas e novos empreendedores durante a crise. A plataforma, fundada em janeiro pelos sócios José Guilherme e Gustavo Miranda, está crescendo e indo na contra mão da crise econômica, após alta na procura por espaços compartilhados. Os profissionais afetados pelo atual cenário vêem no coworking uma opção para voltar ao mercado.

90% dos jovens têm insegurança com mercado de trabalho

A onda de pessimismo gerada pela repercussão da crise em nosso país impactou a vida de muitos brasileiros. Uma nova percepção começa a ser criada na mente dos “recém-chegados” ao mercado, acompanhando as demissões atingirem a porta ao lado. Para mensurar isso, o Nube - Núcleo Brasileiro de Estágios, realizou um levantamento, entre 5 e 16 de outubro, com 9.876 respondentes para descobrir a visão da Geração Y sobre o tema: “Como você avalia o mercado hoje?”.

Mercado de Trabalho demonstra recuperação em agosto, segundo Caged

Dados do Cadastro-Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) de agosto, divulgados nesta sexta-feira (25), pelo ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, no Rio de Janeiro, demonstra uma desaceleração na perda de postos de trabalho registrado nos últimos meses, o que pode indicar uma retomada na geração de empregos formais para o próximo mês. Segundo os dados de agosto, ocorreu uma redução de 86.543 vagas, equivalente ao declínio de 0,21% em relação ao estoque do mês anterior. “Em julho, essa perda alcançou 157 mil postos, contra os 86 mil em agosto. Isso pode demonstrar uma recuperação do mercado de trabalho”, ressaltou o ministro ao anunciar os dados.

Como se comunicar de forma assertiva no mercado de trabalho

Não importa sua área de atuação, a comunicação, certamente, é um fator de grande relevância para o sucesso do seu trabalho. Seja com os colegas do ambiente profissional, com fornecedores ou clientes, em algum nível a comunicação vai impactar seus resultados positiva ou negativamente.

Assinar este feed RSS