Queda na confiança do consumidor abala humor do empresário

A segunda queda consecutiva na confiança do consumidor em abril (-3%) já reflete a tendência de confiança, até então alta, do empresário do comércio (-1,2%), ocasionando uma desaceleração dos investimentos futuros e das contratações de novos funcionários (-2,1%). Para a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), o atual momento é o mais crítico desde agosto de 2018, deixando os comerciantes alertas.

Assinar este feed RSS