Março registra queda no número de empregos, revela pesquisa

O mercado de trabalho formal apresentou, em todo o país, saldo negativo de 43.196 empregos com carteira assinada em março. Segundo dados divulgados hoje (24), em Brasília, pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, foram registradas 1.216.177 admissões e 1.304.373 demissões no período.

Taxa de desocupação é de 11,6% no trimestre

A taxa de desocupação (11,6%) no trimestre móvel encerrado em dezembro de 2018, caiu -0,3 ponto percentual em relação ao trimestre julho a setembro de 2018 (11,9%), segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em relação ao mesmo trimestre de 2017 (11,8%), o quadro é de estabilidade. Já a taxa média anual recuou 0,4 ponto percentual, de 12,7%, em 2017, para 12,3% em 2018.

  • Publicado em Economia

Mercado de trabalho no varejo paulista cria empregos formais em novembro

Em novembro, o comércio varejista no Estado de São Paulo abriu novos postos de trabalho pelo quarto mês consecutivo. No período, foram criados 23.453 empregos formais, resultado de 88.233 admissões contra 64.780 desligamentos. Foi o segundo melhor saldo para novembro desde 2012. Com esse desempenho, o setor encerrou o mês com um estoque ativo de 2.097.783 vínculos empregatícios, leve alta de 0,5% em relação a novembro do ano passado. No acumulado de 12 meses, o saldo também foi positivo (9.499 vagas).

  • Publicado em Economia

Serviços deve impulsionar a retomada de empregos em SP

Em 2018, as contratações no varejo, atacado e setor de serviços paulista devem superar os desligamentos. Em conjunto, os três setores devem abrir 99.897 postos de trabalho encerrando o ano com 9.988.690 empregos com carteira assinada. É o que estima a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

  • Publicado em Economia

SP tem 22.448 empregos formais de saldo em setembro

São Paulo encerrou o mês de setembro com saldo positivo de 22.448 empregos formais, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho nesta segunda-feira (22). O número representa uma alta de 0,19%, em relação a agosto. Foram 357.621 admissões e 335.173 desligamentos no período.

Brasil gera 137,3 mil novos postos de trabalho em setembro, aponta Caged

O emprego continua a crescer no Brasil. O mês de setembro fechou com saldo positivo de 137.336 novas vagas no mercado formal, um acréscimo de 0,36% em relação ao mês anterior. Esse desempenho foi resultado de 1.234.591 admissões e de 1.097.255 desligamentos. Com isso, o estoque de empregos chegou a 38.507.474 vínculos.

Empregos nos supermercados voltam a crescer em julho

Depois de um primeiro semestre com aumento de postos de trabalho abaixo do esperado, o setor supermercadista mostrou reação em julho, indo na contramão do varejo como um todo ao apresentar crescimento de 1.325 vagas, conforme dados divulgados pelo CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) e analisados pela Associação Paulista de Supermercados (APAS).

  • Publicado em Economia
Assinar este feed RSS