Indicador Antecedente de Emprego apresenta queda em maio

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) da Fundação Getulio Vargas recuou -4,5% em maio de 2014 na comparação com o mês anterior, considerando-se dados livres de influência sazonal. Após a terceira queda consecutiva, o indicador sinaliza intensificação da tendência de desaceleração do ritmo de contratações nos próximos meses.

Candidato deve procurar pontos semelhantes entre ele e a empresa, diz especialista

Recentemente a Robert Half entrevistou mil diretores de Recursos Humanos (RH) em oito países e chegou a conclusão que ao receber uma nova oportunidade de trabalho, 14% dos profissionais acabam declinando por falta de aderência à cultura organizacional da empresa. Acima da pouca assertividade ficam a contraproposta do local de origem, com 27%, vaga em uma terceira empresa, com 25%, e remuneração abaixo da atual, com 24%.

RHs contratam profissionais mais experientes em 2014, aponta Page Personnel

Um levantamento realizado pela Page Personnel revelou que os departamentos de RH das empresas estão contratando profissionais com experiência mais avançada. A consultoria identificou, a partir de sua base de dados, o comportamento das contratações para a área de Recursos Humanos. A partir dessa análise, foi constatado que 65% das posições recrutadas foram para cargos de nível sênior e de coordenação. 

Aumento do desemprego é sazonal, diz especialista

Entre os últimos três meses de 2013 e o primeiro trimestre deste ano, a taxa média de desocupação do Brasil saiu de 6,2% para 7,1%, de acordo com a PNAD Contínua, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A variação, segundo Rodrigo Leandro de Moura, pesquisador da área de Economia Aplicada da FGV/IBRE, é explicada por um movimento de ajuste sazonal. “Isso se deve, principalmente, devido às contratações de fim de ano, em virtude do aumento das vendas das festas natalinas. Logo após o Natal vários setores demitem”, diz ao completar que o setor de comércio, às vezes, segura as demissões para depois do carnaval. “Mas de qualquer forma, esse aumento do desemprego é devido a essas demissões sazonais”. Se comprado ao mesmo período do ano passado (1º tri de 2013), a taxa sofreu uma queda, de 8% para 7,1%.

Assinar este feed RSS