No 2º trimestre, confiança do agronegócio cai mais de 10 pontos

No segundo trimestre do ano, a confiança do agronegócio teve uma queda acentuada. A principal influência para esta percepção é uma avaliação mais negativa por parte dos empresários com relação aos rumos da economia brasileira em geral. Tal conclusão é resultado do Índice de Confiança do Agronegócio (IC Agro), um estudo desenvolvido pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e pela Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). O estudo foi divulgado hoje.

Injeção de recursos na economia com medidas do BC alcança R$ 25 bilhões

O Banco Central (BC) anunciou hoje (20) várias medidas que liberam mais recursos para os bancos emprestarem e, desse modo, estimular a economia. No total, serão liberados, a partir da próxima segunda-feira (25), R$ 25 bilhões. Os recursos virão da redução do capital para risco de crédito (R$ 15 bilhões) e da liberação de depósitos compulsórios (R$ 10 bilhões). No final do mês passado, o BC já havia anunciado medidas que injetam recursos na economia no total de R$ 45 bilhões.

ANEFAC lista 24 empresas financeiras mais transparentes na economia

A ANEFAC, após cinco meses de apuração rigorosa em mais de 2 mil demonstrações financeiras, concluiu sua análise e divulga quais as empresas ganhadoras do 18° Prêmio ANEFAC – Fipecafi – Serasa Experian, mais conhecido como Troféu Transparência, levando em consideração as informações referentes ao ano passado. No dia 28 de agosto, vão se reunir, em São Paulo, os representantes das vencedoras (encontro das premiadas) e, no dia 25 de setembro, ocorrerá o Anúncio das Destaques do Ano entre as Mais Transparentes.

Economistas acreditam que haverá moderação nas concessões de crédito

As previsões para o crescimento da economia brasileira continuam sofrendo revisão para baixo, influenciadas pelo fraco desempenho do setor industrial. De acordo com a Pesquisa FEBRABAN de Projeções Macroeconômicas e Expectativas de Mercado, que ouviu 28 economistas de bancos no período de 06 a 10 de junho, a expectativa é de um avanço do PIB de 1,4% - na pesquisa anterior, realizada em abril, a estimativa era 1,8%. Para 2015, a previsão para o PIB recuou de 2,2% na pesquisa anterior para 1,7% nesta pesquisa. A Pesquisa foi divulgada nesta sexta-feira (13).

Assinar este feed RSS