Atividade econômica abre o segundo trimestre com crescimento

Segundo o Indicador Serasa Experian de Atividade Econômica (PIB Mensal), houve avanço de 0,6% no ritmo dos negócios em abril/18, já efetuados os devidos ajustes sazonais. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, a alta interanual foi de 2,6%. Com estes resultados, a atividade econômica acumulou expansão de 1,6% nos primeiros quatro meses de 2018 frente ao mesmo período do ano passado. 

IIE-Br avança e registra incerteza elevada na economia

O Indicador de Incerteza da Economia (IIE-Br) da Fundação Getulio Vargas subiu 1,8 ponto entre abril e maio de 2018, para 115,0 pontos. Com o resultado, o Indicador acumula 12,5 pontos de alta no trimestre março-maio, mantendo-se na região de incerteza elevada (acima de 110 pontos). 

Saldo das operações de crédito atingiu R$3,1 trilhões em abril

O saldo das operações de crédito do sistema financeiro atingiu R$3,1 trilhões em abril, aumento de 0,3% no mês, refletindo a expansão continuada da carteira das famílias (0,6%), enquanto as operações com empresas permaneceram estáveis (-0,1%), segundo dados do Banco Central (BC). Nos últimos 12 meses até abril, a carteira total cresceu 0,6%, revertendo trajetória declinante desde agosto de 2016. A relação crédito/PIB atingiu 46,5% no mês.

IIE-Br sobe 5,5 pontos em abril

O Indicador de Incerteza da Economia (IIE-Br) da Fundação Getulio Vargas subiu 5,5 pontos entre março e abril de 2018, para 113,2 pontos. Com o resultado, o Indicador acumula 10,7 pontos de alta no bimestre março-abril e deixa o intervalo de incerteza moderadamente elevada (entre 100 a 110 pontos) para retornar ao nível de incerteza elevada que vigorou na maior parte do triênio 2015-2017.

Indicador Antecedente recua em abril

O Indicador Antecedente Composto da Economia (IACE) para o Brasil, publicado pelo FGV IBRE e pelo The Conference Board (TCB) recuou 0,8%, entre março e abril, para 116,9 pontos. Das oito séries componentes, cinco contribuíram para a queda do indicador.

Economia brasileira ainda não sentiu efeitos da Copa 2018

A exatos 30 dias da abertura da Copa de 2018 – e no dia em que a Seleção Brasileira será convocada para o maior evento esportivo do planeta – poucos efeitos têm sido notados na economia por conta do Mundial, a ser realizado a partir de 14 de junho, na Rússia.

Clima Econômico da América Latina piora

Após registrar um saldo positivo de 1,5 ponto em janeiro, o Indicador Ifo/FGV de Clima Econômico (ICE) da América Latina — elaborado em parceria entre o Instituto alemão Ifo e a FGV — retorna à zona desfavorável no segundo trimestre, com um saldo de -5,2 pontos. A piora do ICE foi influenciada majoritariamente pelo Indicador das Expectativas (IE), que se mantém em patamar positivo mas recuou 16,6 pontos entre janeiro e abril. Já o Indicador da Situação Atual (ISA) ficou relativamente estável em território negativo. 

Assinar este feed RSS

Warning: mysqli_close(): Couldn't fetch mysqli in /home/investimentosenoticias/www/libraries/joomla/database/database/mysqli.php on line 141

Warning: mysqli_close(): Couldn't fetch mysqli in /home/investimentosenoticias/www/libraries/joomla/database/database/mysqli.php on line 141