Pioram as avaliações das expectativas no mundo

Após registrar um resultado positivo, em janeiro de 2018, o indicador Ifo/FGV de Clima Econômico (ICE) da América Latina — elaborado em parceria entre o Instituto alemão Ifo e a FGV — voltou para a zona desfavorável, desde abril de 2018. A trajetória de piora do ICE foi confirmada pela última Sondagem que mostrou o recuo do ICE de -5,2 pontos para -21,1 pontos entre abril e julho. 

Juros elevados são um dos nós górdios da economia, diz Abit

Fernando Valente Pimentel, presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), salienta que os juros reais brasileiros ainda estão muito altos, se comparados à média internacional, afetando a competitividade do País. Ele cita o ranking do site MoneYou e da Infinity Asset Management, no qual a taxa básica do País é a sétima maior do mundo apesar de estar no nível mais baixo já visto na nossa história recente.

Fator de compra de factoring de 01/08 fecha em 4,16%

O fator de compra das operações de factoring (de empresas que compram recebíveis originados de vendas mercantis ou de prestação de serviços realizados a prazo) encerrou hoje (01) em 4,16%, ante mesmo fechamento anterior.

Indústria e Comércio foram os mais impactados pela greve dos caminhoneiros, aponta FGV

Os efeitos dos 11 dias da greve dos caminhoneiros, ocorrida no final de maio, ainda estão sendo sentidos. Levantamento do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE) apontou que os setores mais impactados em maio pela paralisação foram o Comércio (90,5%) e a Indústria (89,5%), seguidos por Serviços (66%) e Construção (64%). A pesquisa especial das sondagens ouviu empresários e consumidores, que responderam se foram atingidos, e revelaram suas expectativas para o futuro.

 

Economia da Flórida chega a US$ 1 tri e atrai investidores brasileiros

Dados divulgados pela Câmara de Comércio da Flórida registram o expressivo crescimento econômico do estado americano. A soma alcançada supera U$ 1 trilhão de dólares e o crescimento do PIB foi estimado em US$ 2,74 bilhões por dia. Além do potencial turístico que o estado implementa ao longo dos últimos anos, as vantagens para abertura de novos empreendimentos e acolhimento de investimentos são razões que podem justificar este resutado positivo.

 

Governo Central tem menor déficit para maio em três anos

O fim do pagamento de precatórios e o resgate de parcelas do Fundo Soberano fizeram o Governo Central - Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central - registrar o menor déficit para meses de maio em três anos. No mês passado, o déficit primário somou R$ 11,024 bilhões. O valor é o menor para o mês desde 2015. Em relação a maio do ano passado, o déficit caiu 63,5% descontada a inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Assinar este feed RSS

Warning: mysqli_close(): Couldn't fetch mysqli in /home/investimentosenoticias/www/libraries/joomla/database/database/mysqli.php on line 141