Custos da indústria caem 1% no primeiro trimestre, diz CNI

O indicador de custos industriais diminuiu 1% no primeiro trimestre deste ano em relação ao quarto trimestre de 2019, na série livre de influências sazonais. Foi a maior queda do indicador desde o segundo trimestre de 2016, informa o estudo divulgado hoje (13) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). A queda no custo industrial foi puxada pela retração de 2,7% nos custos com bens intermediários nacionais e importados, usados na fabricação de outros produtos.

Custos condominiais têm ligeiro aumento em julho

Conforme apurado pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação), os custos condominiais registraram ligeiro aumento de 0,52% em julho na Região Metropolitana de São Paulo. A variação acumulada em 12 meses (agosto de 2017 a julho de 2018) foi de 5,53%, percentual abaixo do IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado), da Fundação Getúlio Vargas, que apresentou variação de 8,24% no mesmo período.

Custos condominiais mantêm estabilidade em março, diz Secovi-SP

Em março, os custos condominiais mantiveram estabilidade, com uma ligeira variação positiva de 0,12%, na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP). No acumulado de 12 meses (abril de 2017 a março de 2018), o Icon variou 3,13%, percentual superior ao IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado), da Fundação Getúlio Vargas, que apresentou redução de 0,2% no mesmo período.

Os custos envolvidos na compra do imóvel

Sempre que se pensa em adquirir um imóvel, a primeira coisa que o comprador procura é um imóvel que atenda suas necessidades de espaço, uma localização de seu interesse, combinados com um preço que esteja dentro de suas possibilidades de pagamento.

Custos condominiais mantém estabilidade em maio

A Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo (AABIC) divulgou nesta quarta-feira (20) seus índices de mercado referentes ao mês de maio. O valor dos condomínios de São Paulo se mantém estável e registrou alta de 0,39%, de acordo com o Índice Periódico de Variação de Custos Condominiais (IPEVECON).

Nova cobertura obrigatória para planos de saúde deve encarecer custos

Depois que a cobertura obrigatória dos planos de saúde incorporou 21 novos procedimentos, a Associação Brasileira de Medicina de Grupo (Abramge), representante de operadoras, diz que a ampliação pode pressionar o equilíbrio financeiro das empresas e encarecer os custos para os beneficiários.

  • Publicado em Saúde

Ministério da Saúde reclama dos custos da judicialização

O Ministério da Saúde revela que, em 2015, os seus gastos motivados por decisões judiciais em favor de pacientes que necessitam de tratamentos e medicamentos com preços elevados, alguns ainda indisponíveis no SUS, ultrapassaram a casa de R$ 1 bilhão. Este valor, que consome pouco mais de 1% do orçamento do ministério, ganha peso adicional visto que a Saúde não foi poupada pelo corte no orçamento imposto pelo Ministério da Fazenda para fazer frente à crise econômica. Nesse total, cabe frisar, não estão computados ainda os valores de ações judiciais já julgadas em favor dos proponentes.

 

  • Publicado em Saúde

Empresas investem em telefonia para reduzir custos

Recentemente, a Anatel vem tomando providências para regulamentar os preços abusivos da telefonia fixa e móvel no Brasil. No primeiro semestre deste ano, ela aprovou uma redução de 22% nas ligações de telefone fixo para móvel e vem desde então, realizando inúmeras mudanças na funcionalidade das principais operadoras do país.

Assinar este feed RSS