Índice de confiança da construção recua em novembro

O Índice de Confiança da Construção (ICST), da Fundação Getulio Vargas, recuou 1,4 ponto em novembro, para 93,8 pontos. Apesar do resultado negativo, o ICST em médias móveis trimestrais avançou pelo quinto mês consecutivo, de 91,5 pontos para 93,5 pontos.
“Após seis meses de alta contínua, a confiança dos empresários da construção recuou, refletindo uma piora das expectativas em relação à demanda e ao ambiente de negócios nos próximos meses. O movimento deu-se nos três segmentos setoriais – Edificações, Infraestrutura e Serviços Especializado - indicando a insegurança com as incertezas elevadas do cenário geral. Por outro lado, a avaliação do cenário atual manteve-se estável, mostrando uma acomodação dos negócios em novembro. Ainda assim, a percepção dominante é de que o setor chega ao final do ano em posição mais favorável do que estava no final de 2019”, observou Ana Maria Castelo, Coordenadora de Projetos da Construção da FGV IBRE.

  • Publicado em Economia

Construção civil em forte ritmo de crescimento

A construção civil está em forte ritmo de crescimento e tem registrado índices mais positivos mês após mês. A Sondagem Indústria da Construção relativa a outubro, divulgada nesta terça-feira (24) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), mostra aumento pelo terceiro mês consecutivo do nível de atividade do setor. Esse aquecimento vem estimulando a alta do emprego, que, em outubro, foi especialmente intensa e disseminada pelas empresas da construção.

  • Publicado em Economia

Índice Nacional da Construção Civil sobe 1,71% em outubro

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) subiu 1,71% em outubro, 0,27 ponto percentual acima da taxa do mês anterior (1,44%) e o maior índice de 2020, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A alta ocorreu em todos os estados e foi influenciada pelo aumento significativo na parcela dos materiais. No ano, o índice acumula alta de 6,13% e, nos últimos 12 meses, de 6,48%, resultado bem acima dos 4,89% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em outubro de 2019, o índice havia sido 0,19%.

  • Publicado em Economia

Indústria da construção segue em ritmo acelerado

A Sondagem Indústria da Construção, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), mostra a retomada da indústria de construção civil em setembro. O índice de evolução do número de empregados cresceu para 50,1 pontos no mês. É a quarta alta consecutiva do índice, que se afastou ainda mais da sua média histórica de 43,9 pontos. O índice é o maior desde abril de 2012, confirmando o bom momento do emprego do setor. Foram entrevistadas 170 empresas de pequeno porte, 197 de médio porte e 94 grandes, entre 1º a 14 de outubro de 2020.

  • Publicado em Economia

Confiança da construção avançou 3,7 pontos em outubro

O Índice de Confiança da Construção (ICST), da Fundação Getulio Vargas, avançou 3,7 pontos em outubro atingindo 95,2 pontos, o maior valor desde março de 2014 (96,3 pontos). Em médias móveis trimestrais, o ICST avançou pelo quarto mês consecutivo, com variação de 3,8 pontos em relação ao mês anterior.

  • Publicado em Economia

Índice nacional da construção civil varia 0,88% em agosto

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) variou 0,88% em agosto, uma alta de 0,39 ponto percentual em relação a julho (0,49%), segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em agosto de 2019, o índice foi de 0,44%. O Sinapi acumulou alta de 3,78% nos últimos 12 meses, superando os 3,33% dos 12 meses imediatamente anteriores. No ano, o acumulado ficou em 2,86%.

  • Publicado em Economia

Construção de novas casas sobe em julho nos EUA

O número de construções iniciadas nos Estados Unidos avançou em julho, na comparação com o mês anterior, para 1,496 mil casas, segundo informações divulgadas hoje pelo Departamento do Comércio de País. O resultado veio acima do que o esperado pelo mercado, que estimava expansão para 1,240 mil casas.

Índice nacional da construção civil varia 0,49% em julho

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), apresentou variação de 0,49% em julho, registrando a maior taxa do ano de 2020, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De janeiro a julho, o índice acumula alta de 1,97%. Nos últimos doze meses, a taxa soma 3,33%, resultado abaixo dos 3,52% registrados nos doze meses imediatamente anteriores.

Assinar este feed RSS