AGRONEGÓCIO: Café tem queda no preço enquanto milho fica mais caro

A saca de 60 quilos do café arábica começou a quinta-feira (14) com queda de 0,09% no preço e é vendida a R$ 408,62 na cidade de São Paulo. O café robusta também apresentou redução no valor. A baixa foi de 0,20% e a saca é comercializada a R$ 303,90 para retirada no Espírito Santo.

Exportações do agronegócio sobem 6% em 12 meses e somam US$ 102,14 bilhões

As exportações brasileiras do agronegócio atingiram US$ 6,63 bilhões no primeiro mês do ano, 7,4% acima dos US$ 6,17 bilhões de janeiro do ano passado. No acumulado de 12 meses, entre fevereiro de 2018 e janeiro último, o resultado chegou a US$ 102,14 bilhões, em alta de 6% em comparação com os US$ 96,32 bilhões dos 12 meses imediatamente anteriores. As importações de produtos do agro totalizaram US$ 14,04 bilhões, com retração de 0,5% em relação ao período anterior. Com isso, o saldo no período foi de US$ 88,10 bilhões (+7,2%).

AGRONEGÓCIO: Conab mostra retorno de investimento para produtores de soja, algodão e amendoim

Um novo estudo realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) aponta que a receita líquida para os produtores de soja no país para a safra 2017/18 chegou a R$ 45,4 bilhões. Este foi resultado obtido a partir da diferença entre a receita bruta da produção, de R$ 137,1 bilhões, e o custo operacional investido, de aproximadamente R$ 91,7 bilhões. Com isso, a rentabilidade no cultivo do grão geram retorno de 49,57% para o produtor.

AGRONEGÓCIO: Baixa demanda de ovos e forte calor reduzem liquidez

A comercialização de ovos diminuiu neste final de janeiro. De acordo com agentes consultados pelo Cepea, além da menor demanda, devido às férias escolares e aos gastos extras das famílias neste período do ano, as temperaturas elevadas também têm limitado os negócios, uma vez que aumenta a disponibilidade de ovos menores, que costumam ser menos procurados.

AGRONEGÓCIO: Competitividade da carne de frango cai frente à suína

Os valores da carne de frango estão em queda no mercado brasileiro, influenciados pelo típico desaquecimento da demanda em início de ano, devido à redução no poder de compra da população. Com isso, o preço médio da proteína resfriada na parcial de janeiro (até o dia 24) é de R$ 4,37/kg no atacado da Grande São Paulo, 1,6% abaixo do verificado em dezembro.

AGRONEGÓCIO: Preço pago pela indústria de citros diminui

A remuneração oferecida pelas grandes processadoras paulistas no segmento spot para as laranjas da safra 2018/19 diminuiu nos últimos dias, devido à qualidade limitada das frutas neste período do ano – a oferta de uma das empresas caiu de R$ 24,00/cx para R$ 18,00/cx de 40,8 kg, colhida e posta na indústria.

Assinar este feed RSS