Varejo paulista segue trajetória de crescimento

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) estima que o varejo paulista deverá encerrar o ano com o crescimento de 5% em 2018, o que significa uma expectativa de faturamento real das vendas de R$ 682,7 bilhões, valor de R$ 34,1 bilhões maior em relação a 2017. A última queda mensal real registrada pelo varejo paulista foi em outubro de 2016, o que evidencia a consolidação da trajetória de crescimento.

  • Publicado em Economia

Mercado de trabalho no varejo paulista cresce

Em setembro, o comércio varejista no Estado de São Paulo voltou a abrir novos postos de trabalho pelo segundo mês consecutivo. No período, foram criados 3.554 empregos formais, resultado de 72.620 admissões e 69.066 desligamentos. Foi o melhor saldo para setembro desde 2013. Com esse desempenho, o setor encerrou o mês com um estoque ativo de 2.067.721 de vínculos empregatícios, leve alta de 0,1% em relação ao mesmo mês do ano passado. No acumulado de 12 meses, o saldo voltou a ficar positivo após quatro meses de baixas, com 1.764 vagas abertas.

  • Publicado em Economia

Varejo cresce 1,1% em outubro, mostra Mastercard

Em outubro, as vendas no varejo tiveram mais um mês de desempenho moderado. Segundo o SpendingPulse™, Indicador de Varejo da Mastercard, excluindo as vendas de automóveis e materiais de construção, o volume de vendas totais do mês cresceu 1,1%, ante outubro de 2017. A média dos últimos três meses teve uma pequena desaceleração (no terceiro trimestre cresceu 1,1%), mas permanece positiva, totalizando 0,9% de crescimento. Até outubro, o volume total de vendas do varejo em 2018 cresce 1,7% ante 2017. 

  • Publicado em Economia

Varejo brasileiro cresce 3,2% no Mês das Crianças

O Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA), divulgado nesta quarta-feira (14 de novembro), aponta que a receita do varejo brasileiro cresceu 3,2% em outubro, na comparação com o mesmo período de 2017, descontando a inflação que incidiu sobre a cesta de setores do varejo ampliado. Em termos nominais – número que reflete o que o varejista de fato observa na receita das suas vendas –, o indicador registrou alta de 7,2% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

  • Publicado em Economia

Vendas no varejo recuam 1,3% em setembro

Em setembro de 2018, o comércio varejista nacional caiu 1,3% frente a agosto, na série com ajuste sazonal, após avanço de 2,0% em agosto, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com isso, a evolução do índice de média móvel trimestral para o varejo mostrou redução de ritmo ao sair de 0,5% no trimestre encerrado em agosto para 0,1% no trimestre encerrado em setembro.

  • Publicado em Economia

Faturamento do varejo paulista cresce 5,9% em agosto

As vendas do comércio varejista no Estado de São Paulo seguiram a trajetória ascendente e atingiram R$ 57,5 bilhões em agosto, alta real de 5,9% em comparação ao mesmo período de 2017. Foi a maior cifra para o mês desde 2013. No ano, o faturamento real do setor cresceu 5,3%, o que representa um montante de R$ 22 bilhões superior ao obtido no mesmo período de janeiro a agosto de 2017. No acumulado de 12 meses, registrou alta de 5%.

  • Publicado em Economia

Primeira criptomoeda para o varejo é lançada no mercado

Comprar via internet com desconto e ainda receber bônus. Essa é a meta da WiBOO, startup que lançou ontem a primeira criptomoeda voltada exclusivamente para o mercado varejista: a WiBX. A moeda virtual poderá ser adquirida a partir desta quinta-feira (1). Desenvolvida com assessoria jurídica do Felsberg Advogados, a novidade nasceu em São José dos Campos com investimento inicial de R$ 5 milhões.

  • Publicado em Bitcoins
Assinar este feed RSS