PMI industrial do Brasil recua em maio

As condições operacionais no setor industrial brasileiro melhoraram apenas fracionariamente em maio, em meio a uma expansão mais branda da produção, um declínio renovado na quantidade de vendas, e cortes de empregos. A desaceleração se juntou a pressões inflacionárias intensificadas, com as cargas de custos e os preços de venda aumentando a taxas mais rápidas. Ao mesmo tempo, o sentimento em relação aos negócios se enfraqueceu atingindo o seu ponto mais baixo em mais de um ano e meio.

PMI industrial do Brasil continuou a se fortalecer em março

A saúde do setor industrial do Brasil continuou a se fortalecer em março, embora tenha havido uma ligeira perda de impulso no crescimento. Uma recuperação mais branda nos registros de pedidos causou uma expansão mais fraca e apenas ligeira no nível de empregos, ao mesmo tempo em que a queda contínua no volume de novos trabalhos para exportação se estendeu para quatro meses. Apesar disso, foram registrados aumentos mais fortes nos volumes de produção e nas compras de insumos. Ao mesmo tempo, os indicadores de preços indicaram um aumento das pressões inflacionárias.

PMI industrial da zona do euro recua em março

O índice gerente de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor industrial dos 17 países que compõem a zona do euro ficou em 47,5 pontos em março deste ano, segundo informações divulgadas hoje pelo instituto Markit Economics. O resultado veio abaixo do mês anterior (49,3). Vale lembrar que toda marcação acima dos 50 pontos indica expansão do setor.

(Redação – Investimentos e Notícias)

PMI industrial da Alemanha recua em março

O Índice Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) da indústria alemã apresentou queda em março deste ano, com 44,1 pontos, segundo informações divulgadas nesta segunda-feira, 01, pelo instituto Markit Economics. Analistas previam 44,7 pontos e vale lembrar que qualquer resultado acima dos 50 pontos indica expansão do setor.

(Redação - Investimentos e Notícias)

PMI industrial do Brasil avança em janeiro

Janeiro mostrou uma continuação de aumentos sólidos nos volumes de produção e de vendas do setor industrial em todo o Brasil, que têm sido evidentes desde o final da eleição presidencial. Embora tenha havido uma perda de impulso em ambos os casos, as taxas de crescimento ainda ficaram acima de suas médias históricas. Além disso, os produtores de mercadorias aumentaram suas compras de insumos e contrataram funcionários ao ritmo mais rápido em dez meses. E mais, o otimismo em relação aos negócios alcançou um pico para as séries.

  • Publicado em Economia

PMI industrial da Alemanha cai em janeiro

O Índice Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) da indústria alemã recuou em janeiro deste ano, com 49,7 pontos, segundo informações divulgadas nesta sexta-feira, 01, pelo instituto Markit Economics. Analistas previam 49,9 pontos e vale lembrar que qualquer resultado acima dos 50 pontos indica expansão do setor.

(Redação – Investimentos e Notícias)

PMI industrial do Reino Unido recua a 52,8 pontos em janeiro

O Índice Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) da indústria do Reino Unido recuou para 52,8 pontos em janeiro deste ano, ante 54,2 pontos no mês anterior, segundo informações divulgadas nesta sexta-feira, 01, pelo instituto Markit Economics. O resultado veio abaixo da previsão do mercado (53,5).

(Redação – Investimentos e Notícias)

 

PMI industrial da zona do euro fica estável em janeiro

O índice gerente de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor industrial dos 17 países que compõem a zona do euro ficou em 50,5 pontos em janeiro deste ano, segundo informações divulgadas hoje pelo instituto Markit Economics. O resultado veio em linha com o mês anterior (50,5). Vale lembrar que toda marcação acima dos 50 pontos indica expansão do setor.

(Redação – Investimentos e Notícias)

 

Assinar este feed RSS