Inflação entre idosos cresce acima da taxa acumulada do IPC-BR

O Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i), que mede a variação da cesta de consumo de famílias majoritariamente compostas por indivíduos com mais de 60 anos de idade, registrou no segundo trimestre de 2018, variação de 2,30%, divulgou nesta quarta-feira (11) a fundação Getulio Vargas (FGV). Em 12 meses, o IPC-3i acumula alta de 5,14%. Com este resultado, a variação do indicador ficou acima da taxa acumulada pelo IPC-BR, que foi de 4,43%, no mesmo período.

Inflação entre idosos recua no 2T17, revela FGV

O Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i), que mede a variação da cesta de consumo de famílias majoritariamente compostas por indivíduos com mais de 60 anos de idade, registrou no segundo trimestre de 2017, variação de 0,50%, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). Em 12 meses, o IPC-3i acumula alta de 3,51%. Com este resultado, a variação do indicador ficou acima da taxa acumulada pelo IPC-BR, que foi de 3,44%, no mesmo período.

IPC-3i registrou variação de 1,38% no 1º trimestre

O Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i), que mede a variação da cesta de consumo de famílias majoritariamente compostas por indivíduos com mais de 60 anos de idade, registrou no primeiro trimestre de 2017, variação de 1,38%, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV).

Inflação entre idosos cai no 3º trimestre de 2016

O Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i), que mede a variação da cesta de consumo de famílias majoritariamente compostas por indivíduos com mais de 60 anos de idade, registrou no terceiro trimestre de 2016, variação de 0,67%, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). Em 12 meses, o IPC-3i acumula alta de 8,11%. Com este resultado, a variação do indicador ficou acima da taxa acumulada pelo IPC-BR, que foi de 8,10%, no mesmo período.

IPC-3i é maior do que o registrado entre todas as famílias brasileiras

O Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i), que mede a variação da cesta de consumo de famílias majoritariamente compostas por indivíduos com mais de 60 anos de idade, registrou no segundo trimestre de 2016, variação de 1,64%, de acordo com informações da Fundação Getulio Vargas (FGV). Em 12 meses, o IPC-3i acumula alta de 8,71%. Com este resultado, a variação do indicador ficou acima da taxa acumulada pelo IPC-BR, que foi de 8,54%, no mesmo período.

IPC-3i desacelera em relação ao último trimestre 2015

O Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i), que mede a variação da cesta de consumo de famílias majoritariamente compostas por indivíduos com mais de 60 anos de idade, registrou no primeiro trimestre de 2016, variação de 2,72%, de acordo com informações divulgadas nesta terça-feira, 13, pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Em 12 meses, o IPC-3i acumula alta de 9,60%. Com este resultado, a variação do indicador ficou acima da taxa acumulada pelo IPC-BR, que foi de 9,37%, no mesmo período.

IPC-3i registra variação de 1,23% no 3T15

O Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i), que mede a variação da cesta de consumo de famílias majoritariamente compostas por indivíduos com mais de 60 anos de idade, registrou no terceiro trimestre de 2015, variação de 1,23%. Em 12 meses, o IPC-3i acumula alta de 10,21%. Com este resultado, a variação do indicador ficou acima da taxa acumulada pelo IPC-BR, que foi de 9,65%, no mesmo período.

Inflação para Terceira Idade recua no segundo trimestre de 2015

O Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i), que mede a variação da cesta de consumo de famílias majoritariamente compostas por indivíduos com mais de 60 anos de idade, registrou no segundo trimestre de 2015, variação de 2,46%, aponta a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Em 12 meses, o IPC-3i acumula alta de 9,37%. Com este resultado, a variação do indicador ficou acima da taxa acumulada pelo IPC-BR, que foi de 9,15%, no mesmo período. 

 

Assinar este feed RSS