Valor da cesta básica diminui em todas as capitais em 2017

Em 2017, o valor acumulado da cesta básica diminuiu nas 21 capitais do país onde o DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) realizou mensalmente, durante todo o ano, a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos. As reduções variaram entre -13,16%, em Belém, e -2,76%, em Aracaju.

Custo de Vida sobe em São Paulo, aponta Dieese

O Índice do Custo de Vida do município de São Paulo variou 0,15%, entre outubro e novembro, segundo cálculo do DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). No ano, a variação acumulada foi de 2,16%; e de dezembro de 2016 a novembro de 2017, foi de 2,29%.

Reajuste dos combustíveis eleva custo de vida em setembro, diz DIEESE

O Índice do Custo de Vida do município de São Paulo variou 0,20% entre agosto e setembro, segundo cálculo do DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). Entre outubro de 2016 e setembro de 2017, a variação acumulada do ICV-DIEESE foi de 1,89%; e no ano, de 1,12%.

Custo da cesta básica recua em 20 capitais, aponta Dieese

Em janeiro, o custo do conjunto de alimentos essenciais diminuiu em 20 das 27 capitais do Brasil, segundo dados da Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, realizada mensalmente pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE). As reduções mais expressivas ocorreram em Rio Branco (-12,82%), Cuiabá (-4,16%), Boa Vista (-3,94%), Campo Grande (-3,63%) e Curitiba (-2,97%). As elevações foram anotadas em algumas cidades do Norte e Nordeste: Fortaleza (4,64%), Aracaju (2,18%), Salvador (1,30%), João Pessoa (0,76%), Teresina (0,57%) e Manaus (0,18%). Em Brasília (0,22%) também houve aumento.

Valor da cesta básica aumenta em todas as capitais em 2016, aponta Dieese

Em 2016, o valor acumulado da cesta básica aumentou nas 27 capitais do país, onde o DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos - realizou mensalmente, durante todo o ano, a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos. As maiores altas foram registradas em Rio Branco (23,63%), Maceió (20,69%) e Belém (16,70%). As menores variações ocorreram em Recife (4,23%), Curitiba (4,61%), São Paulo (4,96%) e Campo Grande (5,04%).

Assinar este feed RSS