Preço da gasolina varia 115% no Brasil em novembro

  •  
Algumas pessoas notaram a queda nos valores do combustível, mas ele ainda ultrapassou os R$ 7,00 em alguns estados do País Foto: Divulgação Algumas pessoas notaram a queda nos valores do combustível, mas ele ainda ultrapassou os R$ 7,00 em alguns estados do País

Após muitas pessoas notarem um aumento nos preços da gasolina no Brasil nos últimos meses, novembro registrou quedas nos valores em diferentes estados. Apesar disso, habitantes de algumas regiões ainda tiveram que enfrentar o alto custo com o combustível. De acordo com levantamento realizado pela ValeCard, empresa especializada em soluções de gestão de frotas, postos de Pernambuco chegaram a cobrar R$ 7,29 no litro da gasolina comum – maior valor registrado no mês. Pelo País, o menor preço encontrado foi de R$ 3,39, o que leva a uma variação de 115%.

De acordo com Adriano Gomes, professor de Administração da ESPM e Sócio-Diretor da Méthode Consultoria, o valor da gasolina costuma ser afetado por três fatores: variação cambial, preço do barril de petróleo e demanda. "No dia 4 de outubro, o preço do barril de petróleo Brent estava US$ 86,36. Atualmente, mais de 60 dias após este pico, o barril está sendo cotado a US$ 60,12, o que representa uma queda de 30,4%. Isso explica em boa parte o porquê da queda no preço da gasolina. Além disso, neste tempo todo, a moeda americana teve uma ligeira alta de apenas 0,07%, ou seja, um papel nulo da dupla dólar-petróleo", explica.

Gomes também afirma que, em parte, o resultado das eleições teve impacto no valor da gasolina. "O preço do combustível é construído por fatores exógenos e incontroláveis. Mas um destes fatores, o câmbio, tem relação com a política, mais precisamente na decisão dos investidores em importar, exportar e produzir, sendo tal tripé responsável em grande parte pela fixação do preço do dólar."

O levantamento da ValeCard também mostrou que, apesar de uma variação menos significativa – de cerca de 75,2% –, a gasolina aditivada chegou ao valor de R$ 5,59 o litro, sendo que o menor preço registrado foi de R$ 3,19. Além disso, o etanol comum pôde ser encontrado, durante o mês de outubro, com valores que iam de R$ 2,19 até 4,89 o litro, o que representa uma oscilação de 123,3%, enquanto o etanol aditivado variou 62,3% - com preços entre R$ 2,89 e R$ 4,69.

Mas como saber se está valendo mais a pena abastecer com gasolina ou etanol? Gomes explica que o cálculo é simples. "Basta dividir o preço do litro de etanol pelo preço da gasolina. O resultado indiferente é 0,70. Se for inferior a 0,70, opte pelo etanol. Se maior, a melhor opção é a gasolina."

O levantamento da ValeCard é feito por meio do registro das transações realizadas com o cartão de abastecimento da própria empresa em postos credenciados por todo o País.

(Redação - Investimentos e Notícias)