Preço da gasolina ultrapassa R$ 7 em alguns estados

  •  
Preço da gasolina ultrapassa R$ 7 em alguns estados Foto: Divulgação

Assim como em setembro, quando a gasolina comum chegou aos R$ 7,00 por litro no Amazonas, os valores do combustível continuaram surpreendendo os brasileiros no mês passado. Levantamento realizado pela ValeCard, empresa especializada em gestão de frotas, apontou que o preço da gasolina comum apresentou uma variação de, aproximadamente, 128% neste mês em postos de diferentes estados e o litro chegou a ser cobrado por R$ 7,29 em Pernambuco. O menor preço registrado foi de R$ 3,20.

Adriano Gomes, professor de Administração da ESPM e Sócio-Diretor da Méthode Consultoria, explica que o valor da gasolina costuma ser afetado por três fatores: variação cambial, preço do barril de petróleo e demanda. "No mês de outubro, ainda com a incerteza do cenário político - que não tinha um presidente eleito até o dia 28 -, todos estes pontos estavam em crescimento no Brasil. O barril estava custando, aproximadamente, US$ 70, a taxa de câmbio estava estressada e a demanda continuou crescente com a retomada da atividade econômica".

O levantamento da ValeCard também mostrou que, apesar de uma variação menos significativa - de cerca de 78% -, a gasolina aditivada chegou ao valor de R$ 5,69 o litro, sendo que o menor preço registrado foi de R$ 3,19. Além disso, o etanol comum pôde ser encontrado, durante o mês de outubro, com valores que iam de R$ 2,22 até 4,99 o litro, o que representa uma oscilação de 124,7%, enquanto o etanol aditivado variou 85,5% - com preços entre R$ 2,69 e R$ 4,99.

Mas como saber se está valendo mais a pena abastecer com gasolina ou etanol? Gomes explica que o cálculo é simples. "Basta dividir o preço do litro de etanol pelo preço da gasolina. O resultado indiferente é 0,70. Se for inferior a 0,70, opte pelo etanol. Se maior, a melhor opção é a gasolina."

O levantamento da ValeCard é feito por meio do registro das transações realizadas com o cartão de abastecimento da própria empresa em postos credenciados por todo o País.

(Redação - Investimentos e Notícias)