Itens da cesta de Páscoa sobem acima da inflação em SP

  •  
Itens da cesta de Páscoa sobem acima da inflação em SP Foto: Divulgação

Segundo o IPC-SP/FGV, os produtos da ceia de Páscoa tiveram, em média, alta de 13,02% entre abril de 2018 e março de 2019, muito acima do IPC-10-SP apurado no mesmo período, de 4,58%. Apesar disso, a inflação da Páscoa para os paulistas será menor do que a média do Brasil, que ficou em 17,15%.

 

O grande destaque foi a Batata-inglesa, que registrou a maior alta do período, 74,90%. Outros destaques também são Couve, Bacalhau e Atum, que acumularam alta de 25,68%, 19,35%, 10,36%, respectivamente.

Os Pescados Frescos em São Paulo (9,30%) estão mais caros do que na média do Brasil (4,67%). E os preços podem aumentar ainda mais, dada a alta demanda por peixes ao se aproximar a Semana Santa.

Apesar disso, alguns produtos tiveram reajustes abaixo da inflação média apurada pelo IPC-10-SP, casos de: Bombons e chocolates (3,75%), Sardinha em conserva (2,83%) e Azeite (1,62%).

Vale lembrar que na apuração de Bombons e chocolates, os Ovos de Páscoa não estão contemplados.

A boa notícia fica por conta dos Ovos de Galinha (-0,48%) e Vinho (-1,46%), que tiveram queda de preços. Se a Páscoa está cara para o paulista, pelo menos o brinde na ceia está garantido.

(Redação - Investimentos e Notícias)