Índice de Confiança do Comércio cai 4,1 pontos em maio

  •  
Destaque Índice de Confiança do Comércio cai 4,1 pontos em maio (Foto: Pexels) Índice de Confiança do Comércio cai 4,1 pontos em maio

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM) da Fundação Getulio Vargas caiu 4,1 pontos em maio, ao passar de 96,7 para 92,6 pontos, retornando ao mesmo nível de novembro de 2017. Em médias móveis trimestrais, o indicador recuou 1,0 ponto depois de oito altas seguidas.

“Depois de iniciar o ano com altas consistentes, a queda da confiança do Comércio em maio sinaliza que o setor já percebe uma desaceleração no ritmo de crescimento das vendas. Chama atenção, por exemplo, o fato de que pela primeira vez no ano a confiança do resiliente segmento de duráveis também recuou no mês.

A queda da percepção atual sugere que a recuperação das vendas deve continuar de forma gradual e sujeita a tropeços ao longo do ano.”, avalia Rodolpho Tobler, Coordenador da Sondagem do Comércio da FGV IBRE.
Em maio, 11 dos 13 segmentos pesquisados recuaram. O Índice de Situação Atual (ISA-COM) caiu 4,7 pontos, registrando 89,4, menor nível desde janeiro passado (88,0 pontos). Já o Índice de Expectativas (IE-COM), caiu 3,2 pontos para 96,2 pontos, menor valor desde setembro de 2017 (95,6 pontos).

Após quatro meses de altas consecutivas, a satisfação do setor comercial diminuiu no mês e também em médias móveis trimestrais. O resultado negativo atingiu tanto os segmentos de revendedores de bens duráveis quanto de bens não duráveis, que vinha apresentando uma recuperação mais tímida nos últimos meses. A novidade negativa em maio foi a queda do ISA-COM de duráveis que vinha apresentando uma recuperação mais consistente influenciada, principalmente, pela redução das taxas de juros e pela fraca base de comparação.