Custo da construção paulista sobe 0,22% em abril

  •  
Custo da construção paulista sobe 0,22% em abril Foto: Divulgação

O Custo Unitário Básico (CUB) da indústria da construção do Estado de São Paulo registrou alta de 0,22% em abril, na comparação com o mês anterior. O dado é do SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e da FGV (Fundação Getulio Vargas). O CUB é o índice oficial que reflete a variação dos custos das construtoras, utilizado na atualização financeira dos contratos de obras.

Em abril, os custos médios das construtoras com materiais de construção subiram 0,60%, enquanto os custos com mão de obra e os custos administrativos (estes, representados pelos salários dos engenheiros), assim como no mês anterior, não sofreram variação.

Nos quatro primeiros meses do ano, a variação acumulada do CUB atingiu 1,21% e em 12 meses, 3,59%. O CUB representativo da construção paulista (R8-N) ficou em R$ 1.389,16 por metro quadrado em abril.

Nas obras incluídas na desoneração da folha de pagamentos, a alta do CUB foi de 0,23% em abril, comparado a março. O acumulado dos quatro primeiros meses do ano somou 1,31%. Em 12 meses, a elevação foi de 3,77%. O custo médio da construção paulista no mês subiu para R$ 1.289,72 por metro quadrado.

Em abril, os custos com os materiais se elevaram em 0,60%, enquanto os custos com a mão de obra e os administrativos permaneceram estáveis como no último levantamento mensal.

Em abril, os custos de oito dos 27 materiais de construção pesquisados registraram elevação superior ao IGP-M (0,92%): areia média lavada (3,17%), brita 2 (2,38%), fio de cobre antichama (2,31%), concreto (2,07%), telha ondulada fibrocimento 6mm (1,75%), bancada de pia de mármore (1,59%), bloco cerâmico (1,47%) e tinta látex branca (1,21%).

Em doze meses, os materiais que mais subiram acima do IGP-M (8,64%) foram a areia média lavada (15,77%), o aço CA-50 Ø 10 mm (12,11%) e brita 2 (10,03%).

(Redação - Investimentos e Notícias)