Cheques sem fundos têm queda no primeiro semestre

  •  
Cheques sem fundos têm queda no primeiro semestre (Foto: Divulgação) Cheques sem fundos têm queda no primeiro semestre

No primeiro semestre, o percentual de devolução de cheques pela segunda vez por insuficiência de fundos foi de 2,02%, menor que o registrado de janeiro a junho de 2017, que foi de 2,13%, segundo o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos. O ano de 2018 acumula 4.461.159 de cheques devolvidos e 221.061.824 de cheques compensados. Na avaliação mensal, no entanto, houve alta. O percentual de devoluções de cheques no mês de junho foi de 1,99% em relação ao total de cheques compensados, maior que o registrado em junho de 2017, quando o número era de 1,86% de devoluções. No total, foram 700.162 cheques devolvidos e 35.138.600 cheques compensados no período.

Segundo os economistas da Serasa Experian, se mantêm os principais aspectos econômicos que viabilizam a estabilidade da inadimplência com cheques em menor nível que o apresentado nos primeiros semestres de anos anteriores, tais como inflação e juros em menores patamares, afetando o indicador do mês de junho. Ademais, a maior restrição pelo comércio em aceitar essa forma de pagamento vem contribuindo para a redução no volume de compensações e devoluções.

Estados e regiões

No primeiro semestre de 2018, entre as regiões do país, a liderança de devoluções foi da região Nordeste, com 3,84% de cheques devolvidos. O Sul apresentou o menor percentual de devoluções no período: 1,67%.

Já entre os estados, o Amapá segue na liderança do ranking de cheques sem fundos em junho de 2018: foram 14,83% de cheques devolvidos. Na outra ponta, Rondônia teve o menor percentual de devoluções no período: 1,58%.

(Redação - Investimentos e Notícias)