ANBIMA projeta Selic estável em 4,25% até o fim do ano

  •  
ANBIMA projeta Selic estável em 4,25% até o fim do ano Foto: Divulgação

Segundo as projeções do Grupo Consultivo Macroeconômico da ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), o Banco Central deverá reduzir a Selic para 4,25% na reunião do Copom (Comitê de Política Monetária) que termina nesta quarta-feira, 5.

Na avaliação dos economistas, os juros devem se manter no mesmo patamar até o fim deste ano -- uma parte deles, entretanto, acredita que aumentou a possibilidade de que haja novas quedas, diante do cenário de incertezas da economia local e internacional.

A projeção dos economistas para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) caiu de 3,6%, apontada na reunião anterior (em dezembro), para 3,5%, abaixo da meta de 4% do Banco Central. As expectativas quanto à atividade econômica são de aceleração neste ano: para o grupo, o PIB (Produto Interno Bruto) deve chegar em 2,4%.

Em relação aos efeitos do Coronavírus na economia internacional, o grupo da ANBIMA acredita que os principais impactos devem chegar no primeiro trimestre, especialmente em relação ao crescimento da China. Para os economistas, as exportações brasileiras, principalmente de grãos (como soja e trigo) e de minério de ferro podem ser afetadas.

Quanto ao dólar, a projeção para o encerramento deste ano se manteve em R$ 4,10, já apontada na reunião anterior do grupo. O resultado, caso concretizado, equivalerá a desvalorização de 1,7% da moeda brasileira frente à norte-americana.


(Redação - Investimentos e Notícias)