As três estratégias de marketing que toda empresa precisa ter

Especialista em Marketing Digital de Performance ensina o que três tipos diferentes de estratégias de marketing podem fazer por uma empresa Foto: Divulgação Especialista em Marketing Digital de Performance ensina o que três tipos diferentes de estratégias de marketing podem fazer por uma empresa

Empresários ou empreendedores querem, essencialmente, vender mais. Para isso, são necessárias diversas estratégias que visam fortalecer a marca e criar um vínculo forte com o cliente, conforme explica Fabio Ricotta, CEO da Agência Mestre. “O importante é saber analisar o próprio negócio e definir quais estratégias são mais importantes para cada um”, explica. No entanto, a título de estudos e uma compreensão mais abrangente, o especialista conta que é necessário dividir estas estratégias em “caixinhas” diferentes. “Muitas pessoas me perguntam a diferença entre Marketing Digital, Marketing de Relacionamento e Marketing de Conteúdo”, conta Ricotta, que lista o que são e como se diferenciam estes tipos de marketing, necessários para toda empresa.

 

Ricotta explica que todo processo realizado com o intuito de levar a um público qualquer produto ou serviço a ser comercializado é considerado Marketing. “Conforme as estratégias utilizadas, o marketing recebe ‘sobrenomes’ diferentes”, explica. O especialista conta que, hoje em dia, existem três tipos de marketing essenciais para as empresas:

Marketing Digital

O termo é muito amplo e engloba todas as estratégias de marketing realizadas em mídias digitais. “Ações físicas, como panfletagem e propagandas na TV, por exemplo, não são digitais, mas tudo o que for feito em um ambiente online se caracteriza como Marketing Digital”, explica o especialista. Como praticamente todo mundo já está online e presente em alguma rede social, investir em estratégias de Marketing Digital é obrigatório nos dias de hoje. “Ter um bom site e estar presente nas redes sociais é o mínimo que deve ser feito”, resume. Ricotta também alerta para o mito de que o marketing digital é fácil e barato. “Hoje em dia, é necessário investir. O ambiente digital permite um bom controle dos investimentos e análise precisa do retorno, mas exige um investimento inteligente”.

Marketing de Relacionamento

O especialista ensina que o Marketing de Relacionamento corresponde a toda e qualquer estratégias que faça o público se sentir especial e bem atendido. “Mesmo quando alguém não compra o seu produto, o resultado vai ser positivo”, explica. Para deixar claro, Ricotta explica que o Marketing de Relacionamento pode funcionar dentro do Digital, com uma comunicação forte junto ao cliente, mantida através do uso de e-mails ou ainda por interações específicas através de redes sociais. “Fora do digital, uma empresa pode ter um telefone de SAC e enviar brindes, por exemplo”, explica.

Marketing de Conteúdo

Outro “tipo de Marketing” que ganhou força com o crescimento do digital, o Marketing de Conteúdo se baseia na ideia de criar fãs e seguidores para que eles se tornem clientes. “A essência do marketing de conteúdo é entregar algo de valor para quem te acompanha ou para aqueles que virão a conhecer seu trabalho”, explica. O especialista conta que um conteúdo de qualidade pode ser a porta de entrada para que muitas pessoas sintam confiança em adquirir algum produto ou serviço. Embora o Marketing de Conteúdo faça muito sentido no ambiente digital, ele pode ser visto em situações off-line. “Empresas que montam suas próprias revistas ou enviam conteúdo físico a uma audiência são exemplos de Marketing de Conteúdo, também”.

Por fim, Ricotta explica que todos os tipos de Marketing devem ser trabalhados pelas empresas. “Cada uma possui um perfil e deve encontrar o seu próprio caminho, mas todos esses conjuntos de estratégias precisam estar alinhados”, conclui.

(Redação - Agência IN)