A Economia Criativa e as oportunidades de mercado

O Brasil é o quarto consumidor de jogos digitais do mundo, sendo um importante empregador de mão de obra especializada e se fixando como um mercado bilionário, com expetativa de crescimento de 13,5% ao ano, segundo pesquisa encomenda pelo BNDES. Com mais de 60 milhões de usuários, esse mercado vem ampliando o seu perfil de consumo, que até então era em sua grande maioria de público jovem masculino e hoje já conquista mulheres, crianças e idosos. Muito disso se explica pela facilidade de acesso aos smartphones e as redes sociais, além é claro da utilização de games em muitas outras áreas como na educação, nos negócios e na medicina, não sendo mais uma exclusividade voltada apenas ao entretenimento.

As consequências de abandonar uma empresa

Nos últimos anos, diante da situação econômica do país, a decisão de empreender se tornou uma saída criativa para muitos brasileiros. De acordo com o Serasa Experian, no primeiro trimestre de 2017 foi registrado um recorde no número de empresas criadas, com 581.242 novos empreendimentos, o que não se via desde 2010.

Transformar culturas não é tão simples assim

Nunca houve tanto motivo para justificar transformações culturais em organizações. Essa tem se tornado prioridade na agenda de profissionais de RH e de CEOs, já que não dá para ser eficiente operando da mesma forma em um mundo diferente. Inovação, novas tecnologias, data analytics, mudanças digitais e demográficas, riscos políticos, volatilidade de ativos são apenas algumas variáveis que estão pressionando organizações a operarem de forma diferente.

Blockchain: para qual direção vai o valor?

A revolução digital transformou mercados como o da distribuição de música, da hospedagem em viagens e da locomoção urbana, para citar apenas alguns. Esse movimento disruptivo também está impactando o setor financeiro. A tecnologia blockchain, embora obscura para muitos e frequentemente relacionada às moedas virtuais bitcoins, já é vista como uma das mais influentes inovações tecnológicas das últimas décadas. Comparado muitas vezes ao surgimento da internet, no início da década de 90, diz-se que o blockchain é capaz de revolucionar segmentos inteiros da economia, fazendo surgir novos mercados enquanto aniquila com outros mais tradicionais.

Segurança e confiabilidade ainda são desafios para bancos

Fraudes constituem uma ameaça cada vez maior nos bancos – ambiente em que os clientes estão exigindo uma experiência consistente em todos os canais de serviço. Sendo assim, um dos maiores desafios que os bancos enfrentam hoje em dia é como fornecer serviços seguros e de confiança, melhorando substancialmente a experiência do usuário. Vale lembrar que as instituições bancárias precisam alcançar esse objetivo sem aumentar o custo ou complicar o processo de conformidade.

Segurança digital na era da Internet das Coisas

Imagine que micro-ondas, geladeiras, máquinas de lavar e secar, demais eletrodomésticos, maquinários industriais, transporte e diferentes tipos de aparelhos eletrônicos utilizados por você no dia a dia estejam, todos, conectados à internet. 

Assinar este feed RSS