Copa do Mundo é novo alvo para ações com colaboradores e clientes

E o novo alvo das empresas para promover mais engajamento dos colaboradores e premiar clientes é a Copa do Mundo, que começará em junho próximo, na Rússia. Diversas ações no ambiente de trabalho, ou em locais externos e modelados, podem ativar nos participantes motivação e fomentar o trabalho em equipe em períodos pré e durante os jogos do Brasil na Copa do Mundo.

A importância do Compliance para a transparência nas empresas

A ética e a transparência são realmente fatores prioritários dentro das empresas. É inegável que as operações da Lava Jato, ao exporem escândalos de fraudes e corrupção, abriram os olhos do universo empresarial para estas questões. Os setores administrativos e financeiros das corporações vêm sendo cada vez mais expostos e colocados à prova, levando os gestores à reflexão e tomada de decisões estratégicas no intuito de manter uma boa conduta e também identificar e reverter ações de má conduta nas firmas.

Um novo horizonte para todos

Aos poucos, o Brasil caminha para a retomada de um melhor cenário econômico. Em um país ainda em desenvolvimento e com constantes mudanças, é preciso trabalhar duro para conquistar um novo patamar na economia após um período de crise como o que vivemos.

Segurança como facilitador de negócios para bancos

O próximo ano será um dos mais prósperos para o setor de serviços bancários e financeiros no mundo. Com o conceito de open banking e tecnologia financeira (Fintech) em evolução, os bancos buscarão novas formas não só de garantir sua posição competitiva, mas informações e contas de usuários em busca de uma significativa interrupção digital. Segurança adaptável, autenticação robusta do cliente e a detecção de fraudes serão os principais facilitadores do conceito open banking e seus benefícios para os consumidores, instituições financeiras e parceiros.

Desafios do mundo corporativo para 2018

2017 se despede deixando um legado de muitas transformações. A começar pelas profundas mudanças que a tecnologia trouxe para o mercado de trabalho. É consenso entre estudiosos que o mundo corporativo, a economia e a sociedade de forma geral já vivenciam a Quarta Revolução Industrial. O ritmo está acelerado. Dia após dia existem novas regras para os negócios, para a maneira como se atrai, recruta e desenvolve os talentos. Afinal, quase todas as práticas empresariais estão sendo afetadas, desde a aprendizagem, a gestão, até a própria definição de trabalho.

Exportar é preciso!

Inegavelmente o Brasil tem despertado para as exportações de veículos. A tecnologia na comunicação entre países facilitou os negócios no mundo globalizado. Isso tem sido uma aposta do setor nos últimos anos para inserir o País no comércio internacional definitivamente. O crescimento das exportações de veículos compensou parte da queda do mercado interno, impactado pela crise do País e, ainda contribuiu para reduzir os níveis de ociosidade no setor, garantindo trabalho e preservando empregos.

Assinar este feed RSS