CRÉDITO: RISCO OU OPORTUNIDADE?

Se você é empreendedor ou gestor de uma empresa, certamente já passou por aqueles momentos preocupantes em que se questiona se os recursos em caixa serão suficientes para honrar os compromissos empresariais. Por outro lado, também já deve ter imaginado como seria se tivesse mais capital para investir, expandir o negócio e aproveitar oportunidades do mercado.

A importância da eficiência energética e seus benefícios à sociedade

​​Logo após as crises do petróleo, na década de 1970, iniciaram-se a estruturação de ações de combate ao desperdício de energia e a substituição de insumos energéticos no Brasil. Na época, a dependência do País na utilização de derivados desse combustível fóssil causou impacto na economia, devido ao aumento do preço e por ser um recurso natural não renovável.

Dicas para a declaração do imposto de renda 2017

No mês de Março começa a correria para realizar a Declaração do Imposto de Renda, os contribuintes apresentam preocupações e dúvidas para informar suas rendas e despesas perante a Receita Federal. O prazo final para entrega é dia 28 de abril.

Investir é palavra-chave para começar 2017 com o pé direito

Com a chegada de um novo ano, muitas pessoas costumam fazer promessas e guardar dinheiro é sempre uma delas. Alguns planejam poupar para comprar uma casa, um carro ou fazer a tão merecida viagem de férias. Outros são precavidos e querem ter uma reserva, caso aconteça algo inesperado e precisem de recurso com rapidez. Para 2017, a sugestão é esquecer a estratégia do dinheiro embaixo do colchão e investir os seus sonhos em aplicações que te darão conforto, rentabilidade e segurança.

Um Natal com mais lucro!

O Natal está chegando e a última chance de o varejo melhorar o lucro, especialmente em tempos de economia em baixa. Os números não são de encher os olhos do varejista, pois, segundo estimativa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) este Natal deverá registrar a menor taxa de crescimento do volume de vendas desde 2005 e contabilizar R$ 31,8 bilhões. Agora, imagine o movimento das lojas (ainda que longe dos anos de alta do varejo), produtos novos no estoque e colaboradores recém-contratados ainda sem treinamento adequado. Além disso, se a grade de produtos não estiver atualizada e ainda não se fez a revisão das condições de pagamento, com certeza terá problemas ainda maiores com as vendas.

Assinar este feed RSS