Entenda porque os pré-pagos são ótimos para quem viaja ao exterior

  •  

Mesmo após a alta do IOF (Imposto Sobre Operações Financeiras) de 0,38% para 6,38% sobre os gastos com o cartão pré-pago no exterior, a forma de pagamento deve continuar em alta devido algumas características interessantes:

1 – Como o valor é pré-pago, o consumidor não tem o risco da variação cambial, ou seja, o Dólar subir, entre o momento da compra e o pagamento da fatura. Como acontece com os cartões de crédito. Com o pré-pago, o valor é cobrado e a cotação fechada no ato da compra.

2- Controle de gastos – Com o cartão pré-pago é a oportunidade do consumidor colocar sua educação financeira em prática. Pois se trata de um produto em que já se pode estabelecer antes da viagem o quanto está disposto a gastar. Não dá para se endividar usando um cartão pré-pago.

3- Existem empresas de contas e cartões pré-pagos que fazem a cotação da moeda estrangeira bem mais em conta do que se o consumidor fosse comprar a moeda estrangeira em espécie.

4- Segurança. Andar com um cartão pré-pago é muito mais seguro do que andar com dinheiro vivo ou mesmo com um cartão de crédito. Já que se roubarem seu cartão, o uso está limitado ao valor nele depositado, diferente do cartão de crédito.

5- Para quem vai viajar a mais de um país, como uma viagem à Europa, ou mesmo à América do Sul, conhecendo diferentes nações, hoje existem empresas de contas e cartões pré-pagos que fornecem cartões multimoedas. Ou seja, o cartão identifica em qual país você está e já transfere o câmbio diretamente para aquela moeda. Sem o turista precisar parar em uma casa de câmbio para trocar moeda, o que traz mais comodidade.

6- Outra característica bem interessante é o uso dos cartões com saldo controlado da ContaSuper. O cliente credita apenas o valor que espera gastar no dia e deixa o cartão principal da conta no cofre do hotel. Isso minimiza ainda mais os riscos, já que o cliente consegue bloquear o cartão via internet e resgatar o saldo em caso de perda.  Além disso, ele credita os cartões adicionais com valores que também são separados da conta principal. O cliente transfere dinheiro entre os cartões quantas vezes quiser – o que dá uma grande flexibilidade de uso e evita que sobrem pequenos saldos pendentes em vários cartões.

Por Luiz Almeida, vice presidente de marketing da Super.