Pagamento do 13° a servidores do Rio será na próxima terça-feira

Os servidores do estado do Rio de Janeiro vão receber o 13º salário na próxima terça-feira (18). A data foi definida durante reunião hoje (5) do governador em exercício, Francisco Dornelles, e os secretários de Estado da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico, Sérgio Pimentel; e de Fazenda, Luiz Cláudio Gomes, no Palácio Guanabara, sede do governo estadual. No total, R$ 1,8 bilhão será depositado para o pagamento dos salários de 453.151 servidores, sendo 201.023 ativos, 164.194 inativos e 87.934 pensionistas.

Como gastar menos do que você ganha?

Como gastar menos do que se ganha é a pergunta que não quer calar. Afinal, muitas pessoas acreditam que o seu salário não é suficiente para as suas despesas, exigindo uma tomada de ações imediata para que sobre salário no final do mês – discussão importante para a semana que se inicia, já que na próxima quarta-feira, 15 de março, é celebrado o Dia Mundial dos Direitos do Consumidor.

Brasil apresenta leve recuperação nos salários em 2017

A previsão divulgada pela Korn Ferry, por meio da divisão Hay Group, revela que os profissionais de todo o mundo devem esperar aumentos salariais reais na faixa de 2,3% em 2017. Apesar de um cenário global interessante, o Brasil fica um pouco atrás nesse quesito mesmo com leve melhora em comparação a 2016 – que apresentou uma redução de 1,2% nos salários reais.

Saiba como fazer seu décimo terceiro salário render

Com o fim do ano chegando, muitas pessoas não veem a hora de receber o tão aguardado décimo terceiro salário e ter dinheiro extra para as compras de Natal, viagens, pagar contas atrasadas ou até realizar um investimento. Mas, qual é a melhor estratégia para planejar o orçamento financeiro nessa época do ano?

Salário aumenta quase 15% para cada ano de estudo, diz estudo da FGV

Quem estuda mais, ganha mais, sim, revela um estudo da Fundação Getulio Vargas que demonstra que a educação e os rendimentos salariais estão muito mais conectados do que se pode imaginar. De acordo com a pesquisa, cada ano de estudo completo, aumenta o salário em média quase 15%. Assim, uma pessoa que conclui o ensino médio pode ter um salário três vezes maior do que uma pessoa que não tem.

Atraso de salário e desemprego são causas de metade dos endividamentos no Brasil

Um levantamento realizado pela Recovery, empresa líder em gestão e administração de créditos em atraso, aponta que, no primeiro semestre deste ano, o desemprego e o atraso de salários foram a causa de 49% dos endividamentos de consumidores no período. No mesmo período do ano passado, o principal fator era o descontrole financeiro que sozinho respondia por 66% do total.

Assinar este feed RSS