Produção de ovos e abate de frangos e suínos batem recordes, aponta IBGE

A pecuária do país bateu três recordes em 2016: a produção de ovos de galinha cresceu 5,8% e chegou a 3,1 bilhões de dúzias, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O abate de frangos cresceu 1,1% e atingiu 5,86 bilhões de cabeças e o abate de suínos cresceu 7,8%, chegando a 42,32 milhões de cabeças. Outro dado positivo foi a aquisição de couro bovino, que cresceu 1,4%. No entanto, o abate de bovinos recuou 3,2% em relação a 2015, tendência iniciada em 2014, e a aquisição de leite caiu 3,7%, mostrando seu segundo recuo anual consecutivo. A pesquisa também detalha a situação desses produtos no quarto trimestre de 2016, em relação ao trimestre anterior e ao mesmo trimestre de 2015.

INPC varia 0,24% em fevereiro

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) apresentou variação de 0,24% em fevereiro e ficou abaixo da taxa de 0,42% de janeiro em 0,18 p.p, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No acumulado dos últimos 12 meses, o índice desceu para 4,69%, ficando abaixo dos 5,44% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em fevereiro de 2016, o INPC registrou 0,95%.

IPCA fica em 0,33% no mês fevereiro, revela IBGE

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de fevereiro apresentou variação de 0,33% e ficou abaixo dos 0,38% de janeiro em 0,05 ponto percentual (p.p.), segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

PIB do Brasil recua 3,6% em 2016

Em 2016, o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil caiu 3,6% em relação ao ano anterior, queda ligeiramente menor que a ocorrida em 2015, quando havia sido de 3,8%. Houve recuo na agropecuária (-6,6%), na indústria (-3,8%) e nos serviços (-2,7%), segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O PIB totalizou R$ 6.266,9 bilhões em 2016.

Taxa de subutilização da força de trabalho fica em 22,2%

A taxa composta de subutilização da força de trabalho (que agrega a taxa de desocupação, taxa de subocupação por insuficiência de horas e da força de trabalho potencial) ficou em 22,2% no 4º trimestre de 2016, acima do resultado do 3º trimestre de 2016 (21,2%) e do 4º trimestre de 2015 (17,3%), segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

IPCA fica em 0,38% em janeiro, revela IBGE

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de janeiro variou 0,38%, superando os 0,30% de dezembro em 0,08 ponto percentual (p.p.), segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Índice Nacional da Construção Civil fecha 2016 em 6,64%

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), calculado pelo IBGE, apresentou variação de 0,49% em dezembro, subindo 0,39 ponto percentual em relação à taxa de novembro (0,10%). Com isto, o ano de 2016 fechou em 6,64%. Em dezembro de 2015, o índice foi 0,06%.

Assinar este feed RSS